sexta-feira, 30 de junho de 2017

Convite: Ordenação Presbiteral 2017

Em breve, mais dois padres para a Diocese de Parnaíba... Oremos por eles! Participe!

Vem aí a Romaria Mariana 2017!! Participe!!


ROMARIA DA DIOCESE DE PARNAÍBA NO ANO MARIANO
DIA 29 DE JULHO DE 2017

Aos Padres, Diáconos, Religiosas (os), Leigos (as), Agentes de Pastoral, Animadores de Comunidades, Paróquias, Pastorais, Movimentos Sociais e demais organizações religiosas, sociais e civis, a paz de Cristo esteja com vocês!

Agradecendo a Deus por tantas graças recebidas por nosso povo e para fazer crescer ainda mais o amor à Maria Santíssima, nossa Diocese de Parnaíba, dentro das celebrações deste ANO MARIANO, realizará a Grande Romaria Mariana Diocesana no dia 29 de julho de 2017, na cidade de Parnaíba e no Santuário Mariano de Nossa Senhora Mãe dos Pobres e do Piauí, em Ilha Grande. A Romaria é nossa, vamos juntos e juntas em mutirão construir esta grande festa.
A Romaria já está acontecendo no coração e na vida das nossas comunidades, do Brasil, que celebra os 300 anos de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira e Rainha do Brasil e do mundo, que celebra os 100 anos da aparição de Nossa Senhora, em Fátima, Portugal.
E é com grande alegria que convidamos a todos para celebrar conosco esta grande Romaria.

Houve algumas alterações. A programação definitiva é como segue:

TEMA: MARIA, PORTA PARA CRISTO
LEMA: “Fazei tudo o que Jesus vos disser.” Jo 2,5

LOCAIS DAS CATEQUESES E CATEQUISTAS:


1) IGREJA MATRIZ DE FÁTIMA – ZONAL NORTE
(D. JUAREZ E PE. FRANCISCO CARVALHO)
ANIMAÇÃO: AGUÁ VIVA (MUNIZ)
INFRAESTRUTURA: ECC, PAST. FAMILIAR

2) IGREJA MATRIZ DE SANTANA – ZONAL SUL I
(PE. JEREMIAS E FR. FERNANDES)
ANIMAÇÃO: NOVA VIDA (JÚNIOR)
INFRAESTRUTURA: FACE DE CRISTO, JUVENTUDE

3) IGREJA MATRIZ DA ILHA – ZONAL SUL II
(PE. EVANDRO E PE. ÉZIO)
ANIMAÇÃO: SHEKINA (FRANCILEUDA)
INFRAESTRUTURA: PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇAO DA ILHA

OBS.: AS CATEQUESES DEVEM ENFATIZAR O ASPECTO MISSIONÁRIO

PROGRAMAÇÃO:

8h- Chegada das caravanas e acolhida no local de cada Catequese, isto é:

-IGREJA MATRIZ NOSSA SENHORA DE FÁTIMA – ZONAL NORTE
-IGREJA MATRIZ DE SANTA ANA – ZONAL SUL I
-IGREJA MATRIZ N. SRA. DA CONCEIÇÃO – ILHA GRANDE – ZONAL SUL II

8h30- Oração Inicial em cada local das Catequeses
Responsável: Pe. Raimundo José e Pastoral Litúrgica Diocesana

9h - Palavra de abertura (feita pelo Vigário Episcopal de cada zonal):

-IGREJA MATRIZ NOSSA SENHORA DE FÁTIMA – ZONAL NORTE: Pe. Marcelino
-IGREJA MATRIZ DE SANTA ANA – ZONAL SUL I: Pe. Paulo Sérgio
-IGREJA MATRIZ N. SRA. DA CONCEIÇÃO – ILHA GRANDE– ZONAL SUL II: Pe. Tarciso (COMIDI)

9h15 – Lanche e Catequese

12h – Almoço

13h30 – Retorno, Animação, Adoração, Confissões

15h – Saída dos lugares das Catequeses para a Ilha Grande

15h40 – Procissão da entrada do Labino ao Santuário Mariano de Nossa Senhora Mãe dos Pobres e do Piauí, em Ilha Grande

17h – Santa Missa

AVISOS IMPORTANTES:

1) RESPONSÁVEL PELA MISSA – PAROQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DA ILHA E PASTORAL LITÚRGICA

2) COR LITÚRGICA: BRANCO

3) OS PADRES ATENDERÃO CONFISSÕES À TARDE NOS LUGARES DAS CATEQUESES DE SEUS ZONAIS

4) ALMOÇO POR CONTA DOS PRÓPRIOS ROMEIROS (partilhado)

5) PEDIMOS A GENTILEZA DAS PARÓQUIAS AVISAREM O NÚMERO DE ÔNIBUS E DE PESSOAS QUE VIRÃO até o dia 20 de julho com a Lourdinha (telefone abaixo)

6) Para quem quiser encomendar quentinhas sugerimos as seguintes pessoas:
*Rutinéia: 3322 4965/ 99404 9949 (CLARO) - (cada quentinha R$ 9,00)
*Cilene: 99491 9115 (CLARO) - (cada quentinha R$ 9,00)

7) Trazer: objetos de uso pessoal, talher, prato e caneca ( não terá materiais descartáveis)

8) Qualquer dúvida, favor entrar em contato com:
-Lourdinha: 3322 2358/99415 2140 (CLARO)
-Pe. Raimundo José: 99569 8522 (CLARO)
-Mons. Carlos Seixas: 99823 0757 (TIM)

9) Orientamos que não haja Missa nem Celebração da Palavra nas Paróquias na tarde e noite do dia 29.07.2017, a fim de que possamos celebrar em Comunhão e Unidade nossa Romaria Diocesana, tendo como momento ápice a GRANDE CONCELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA as 17h, no Santuário Mariano de Nossa Senhora Mãe dos Pobres e do Piauí, em Ilha Grande, onde todo o Clero deve participar.

10) ESTA CARTA DEVE SER LIDA NAS MISSAS E CELEBRAÇÕES DA PALAVRA DOS DIAS 15, 16, 22 E 23 DE JULHO E EM TODOS OS GRUPOS, PASTORAIS E SERVIÇOS.

O nosso coração se enche de alegria porque somos convidados/as a celebrar nossa Romaria Mariana. Esta Romaria é um acontecimento de toda a Igreja, de tantas pessoas solidárias que querem celebrar e manter viva a memória e a devoção a Nossa Senhora, nossa Mãe Santíssima.
Que a companhia e a proteção materna de Nossa Senhora nos ajudem a progredir como discípulos e missionários de Cristo!

D. Juarez Sousa da Silva
BISPO DIOCESANO

Pe. Raimundo José Ribeiro da Silva
ASSESSOR DIOCESANO DA LITURGIA


Mons. Carlos Alberto Seixas de Aquino
VIGÁRIO GERAL

Mais comunidades são visitadas neste mês de junho de 2017

Mês de junho... Mês de muitos festejos!! À medida do possível, vamos atendendo aos convites que recebemos... 
Depois de visitarmos a comunidade FloriópolisSagrado Coração de Jesus no início do mês, nesta quarta-feira, 28, visitamos a Comunidade São Pedro, no povoado Cacimbão (área da Paróquia N. Sra. de Fátima), zona rural de Parnaíba. 
Fiéis da comunidade com o Diácono Nascimento
Capela da Comunidade Cacimbão
Nossa comitiva participou da Celebração da Palavra presidida pelo Diácono Nascimento, colaborador da Paróquia de Fátima. Para nós foi motivo de grande alegria compartilhar a fé com os irmãos daquela comunidade, porque há anos que não fazíamos visita à mesma.
E, na noite de ontem, 29, comitivas de nossa comunidade se dirigiram à Capela N. Sra. do Livramento, no bairro Igaraçu. Nós, sempre prestigiamos este festejo (Cf. Nossa visita do ano passado, AQUI).
Agradecemos ao amigo e bloggueiro João Marcelo que colaborou conosco nesta "romaria" ao Igaraçu.
A novena na comunidade Igaraçu foi presidida por nosso pároco, Pe. Vicente Gregório.
Infelizmente, não pudemos fazer uma comitiva para prestigiar o festejo da Comunidade Lagoa do Prado, mas nosso irmão e candidato à diácono permanente, Alvino Fontenele, presidiu duas novenas a São João Batista naquela comunidade!
Viva as Comunidades Cristãs!!
Que Jesus, por meio dos seus santos e santas, fortaleça nossa fé!

quinta-feira, 15 de junho de 2017

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO PARA O I DIA MUNDIAL DOS POBRES

MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO 
PARA O I DIA MUNDIAL DOS POBRES

XXXIII DOMINGO DO TEMPO COMUM
(19 DE NOVEMBRO DE 2017)

«Não amemos com palavras, mas com obras»

1. «Meus filhinhos, não amemos com palavras nem com a boca, mas com obras e com verdade» (1 Jo 3, 18). Estas palavras do apóstolo João exprimem um imperativo de que nenhum cristão pode prescindir. A importância do mandamento de Jesus, transmitido pelo «discípulo amado» até aos nossos dias, aparece ainda mais acentuada ao contrapor as palavras vazias, que frequentemente se encontram na nossa boca, às obras concretas, as únicas capazes de medir verdadeiramente o que valemos. O amor não admite álibis: quem pretende amar como Jesus amou, deve assumir o seu exemplo, sobretudo quando somos chamados a amar os pobres. Aliás, é bem conhecida a forma de amar do Filho de Deus, e João recorda-a com clareza. Assenta sobre duas colunas mestras: o primeiro a amar foi Deus (cf. 1 Jo 4, 10.19); e amou dando-Se totalmente, incluindo a própria vida (cf. 1 Jo 3, 16).Um amor assim não pode ficar sem resposta. Apesar de ser dado de maneira unilateral, isto é, sem pedir nada em troca, ele abrasa de tal forma o coração, que toda e qualquer pessoa se sente levada a retribuí-lo não obstante as suas limitações e pecados. Isto é possível, se a graça de Deus, a sua caridade misericordiosa, for acolhida no nosso coração a pontos de mover a nossa vontade e os nossos afetos para o amor ao próprio Deus e ao próximo. Deste modo a misericórdia, que brota por assim dizer do coração da Trindade, pode chegar a pôr em movimento a nossa vida e gerar compaixão e obras de misericórdia em prol dos irmãos e irmãs que se encontram em necessidade.
Na festa de Santo Antônio o papa publicou esta
Mensagem ao Mundo
2. «Quando um pobre invoca o Senhor, Ele atende-o» (Sl 34/33, 7). A Igreja compreendeu, desde sempre, a importância de tal invocação. Possuímos um grande testemunho já nas primeiras páginas do Atos dos Apóstolos, quando Pedro pede para se escolher sete homens «cheios do Espírito e de sabedoria» (6, 3), que assumam o serviço de assistência aos pobres. Este é, sem dúvida, um dos primeiros sinais com que a comunidade cristã se apresentou no palco do mundo: o serviço aos mais pobres. Tudo isto foi possível, por ela ter compreendido que a vida dos discípulos de Jesus se devia exprimir numa fraternidade e numa solidariedade tais, que correspondesse ao ensinamento principal do Mestre que tinha proclamado os pobres bem-aventurados herdeiros do Reino dos céus (cf. Mt 5, 3).
«Vendiam terras e outros bens e distribuíam o dinheiro por todos, de acordo com as necessidades de cada um» (At 2, 45). Esta frase mostra, com clareza, como estava viva nos primeiros cristãos tal preocupação. O evangelista Lucas – o autor sagrado que deu mais espaço à misericórdia do que qualquer outro – não está a fazer retórica, quando descreve a prática da partilha na primeira comunidade. Antes pelo contrário, com a sua narração, pretende falar aos fiéis de todas as gerações (e, por conseguinte, também à nossa), procurando sustentá-los no seu testemunho e incentivá-los à ação concreta a favor dos mais necessitados. E o mesmo ensinamento é dado, com igual convicção, pelo apóstolo Tiago, usando expressões fortes e incisivas na sua Carta: «Ouvi, meus amados irmãos: porventura não escolheu Deus os pobres segundo o mundo para serem ricos na fé e herdeiros do Reino que prometeu aos que O amam? Mas vós desonrais o pobre. Porventura não são os ricos que vos oprimem e vos arrastam aos tribunais? (…) De que aproveita, irmãos, que alguém diga que tem fé, se não tiver obras de fé? Acaso essa fé poderá salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e precisarem de alimento quotidiano, e um de vós lhes disser: “Ide em paz, tratai de vos aquecer e matar a fome”, mas não lhes dais o que é necessário ao corpo, de que lhes aproveitará? Assim também a fé: se ela não tiver obras, está completamente morta» (2, 5-6.14-17).
3. Contudo, houve momentos em que os cristãos não escutaram profundamente este apelo, deixando-se contagiar pela mentalidade mundana. Mas o Espírito Santo não deixou de os chamar a manterem o olhar fixo no essencial. Com efeito, fez surgir homens e mulheres que, de vários modos, ofereceram a sua vida ao serviço dos pobres. Nestes dois mil anos, quantas páginas de história foram escritas por cristãos que, com toda a simplicidade e humildade, serviram os seus irmãos mais pobres, animados por uma generosa fantasia da caridade!
Dentre todos, destaca-se o exemplo de Francisco de Assis, que foi seguido por tantos outros homens e mulheres santos, ao longo dos séculos. Não se contentou com abraçar e dar esmola aos leprosos, mas decidiu ir a Gúbio para estar junto com eles. Ele mesmo identificou neste encontro a viragem da sua conversão: «Quando estava nos meus pecados, parecia-me deveras insuportável ver os leprosos. E o próprio Senhor levou-me para o meio deles e usei de misericórdia para com eles. E, ao afastar-me deles, aquilo que antes me parecia amargo converteu-se para mim em doçura da alma e do corpo» (Test 1-3: FF 110). Este testemunho mostra a força transformadora da caridade e o estilo de vida dos cristãos.

Fiéis prestigiam o Festejo do Sagrado Coração de Jesus 2017 na Comunidade Sabizal

Na última terça-feira, 13, participamos mais uma vez da Novena em honra ao Sagrado Coração de Jesus. A comunidade Sabiazal é nossa comunidade irmã! Embora desde 2010 pertençamos à paróquias diferentes, sempre estamos juntas!
A Novena de abertura do festejo foi presidida pelo pároco da Paróquia de Fátima, Pe. Francisco José.
Somos gratos aos irmãos pelo convite!!
Viva o Sagrado Coração de Jesus.

Fiéis visitam pela 1ª vez a Comunidade Floriópolis

Na última segunda-feira, 12, uma comitiva de fiéis de nossa comunidade participou pela 1ª vez da Trezena em honra a Santo Antônio de Lisboa (ou Pádua) na Comunidade Floriópolis. Esta comunidade pertence à Paróquia São João XXIII.
Fiéis da comunidade junto com Lindomar, paroquiano de Santa Ana
Fiéis da Comunidade com os paroquianos de São João XXIII
Nosso coordenador com os amigos da Paróquia Santa Ana
Celebrou a Novena neste dia o Pe. Raimundo José, vigário da Paróquia Santa Ana, mas que em 21 de julho tomará posse da Paróquia São João XXIII.
É sempre bom testemunhar a fé comum!!
Que o Santo Doutor Evangélico nos ajude a anunciar a mensagem de Jesus a todos!

Comunidade se "despede" de Padre Vicente

No final da tarde de domingo passado, 11, nossos fiéis se reuniram para celebrar a última Eucaristia presidida por Pe. Vicente Gregório como nosso pároco. Neste Domingo celebrou-se a Festa da Santíssima Trindade, que marca o reinício do Tempo Comum.
Vai, vai Missionário do Senhor! Vai trabalhar na messe com ardor...
Pe. Vicente, 1º pároco de nossa Paróquia Frei Galvão, no dia 22 de maio foi nomeado pároco da Paróquia N. Sra. dos Remédios, em Buriti dos Lopes; em 09 de julho tomará posse naquela paróquia.
Nesta missa, como já é tradição, rezamos por todos os dizimistas da comunidade e, desta vez, em especial, rendemos graças ao Senhor pelos 7 anos que convivemos com Pe. Vicente como nosso pároco.
Ao final da Missa, os jovens da comunidade fizeram uma bela coreografia da música "Padre" (Pe. Antônio Maria) em homenagem ao Pe. Vicente. Dona Jovelina, membro do Conselho Comunitário também prestou, em nome de todos os fiéis, uma linda homenagem!
Desejamos um ministério fecundo ao Pe. Vicente nas terras de N. Sra. dos Remédios!!
E que venha Pe. Siqueira, nosso 2º pároco!

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Cerimônias de Coroações encerram a Peregrinação Mariana 2017

Nos dias 30 e 31 de maio fiéis realizaram belíssimas cerimônias de Coroação da imagem de Nossa Senhora, gesto de amor filial a Maria, a reconhecendo como Rainha porque Rainha-Mãe do Rei dos Reis, o Senhor Jesus.
Em nossa comunidade, a Coroação aconteceu no dia 30, quando depois que os fiéis trouxeram as imagens peregrinas de Nossa Senhora e rezaram o Santo Terço na capela, o grupo de Jovens da comunidade, "Guerreiros de Cristo" apresentaram belas coreografias que culminaram com a Coroação de Nossa Senhora. Embora tenhamos peregrinado pelas famílias com imagens de Nossa Senhora Aparecida, fizemos a coroação da imagem de Nossa Senhora de Fátima, que neste ano celebramos o centenário de suas aparições em Portugal; em outubro, em nosso festejo, coroaremos Nossa Padroeira.
  • Para conferir mais imagens de Nossa Coroação, veja AQUI.
Ao final da celebração de Coroação os fiéis participaram no adro da capela de um bingo com brindes ofertados pela loja "Parnaíba Importados".
Nosso pároco passando quando já estávamos encerrando o bingo!!
Muito bom contar com ele em nossa festa!
No dia seguinte, fiéis da comunidade rumaram à pé para a Matriz Paroquial a fim de participar da festa de encerramento do Mês Mariano em nível paroquial. No caminho até à Matriz nos encontramos com os fiéis que vinham da Comunidade N. Sra. de Pentecostes (Dom Rufino I e II) e fomos e voltamos juntos.
Comunidades em missão!
  • Para conferir mais imagens da Coroação na Matriz, veja AQUI.
A Coroação na Matriz foi belíssima... muitos fiéis... muitas crianças vestidas de "anjinhos" e as comunidades participaram trazendo suas imagens peregrinas como também suas ofertas em prol da evangelização. Grupos de jovens da Matriz e de nossa Comunidade participaram do Rito da Coroação. A cerimônia foi presidida por nosso pároco, Pe. Vicente.
Que Nossa Senhora sempre ajude nossos fiéis a seguir os passos do seu Filho, Jesus.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...