quarta-feira, 30 de abril de 2014

1º Tríduo a São José na comunidade. Confira imagens da 3ª noite!

Hoje, última noite do tríduo em preparação para a Festa de São José Operário, mais uma vez, muitos irmãos marcaram presença à celebração da Santa Missa com Novena presidida pelo pároco, Pe. Vicente.
Ao final da missa, muitos, como de costume, permaneceram um pouco no adro da capela quando na oportunidade arrematam joias num leilão improvisado (com apenas três joias) e participaram de um bingo. A ganhadora do bingo foi a catequista Arlene.
Amanhã, 1º de maio, dia do trabalhador, para concluir essa festa em honra do pai de Jesus e esposo de Maria e para abrir alegremente o Mês Mariano, haverá uma procissão iniciando às 17h saindo da frente de nossa capela. No retorno será celebrada a Santa Missa na Festa de São José Operário.
Ao final da missa de encerramento do nosso tríduo, haverá mais um leilão! Portanto, leve joias e arremate outras! Agradecemos de já sua colaboração para os trabalhos evangelizadores em nossa comunidade!
Viva São José! Viva Nossa Senhora! Viva Jesus Cristo!

1º Tríduo a São José na comunidade. Confira imagens da 2ª noite!

Na noite ontem, 29, mais uma vez vários fiéis marcaram presença na 2ª noite do nosso Tríduo ao glorioso São José! Houve Celebração da Palavra de Deus presidida pelo Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão, Hermerson Saulo. A liturgia foi de responsabilidade das catequistas. 
Baseando-se na Liturgia da Palavra do dia, principalmente na leitura dos Atos dos Apóstolos (4,32-37), o ministro abordou o tema da partilha. Falou sobre a importância e a necessidade do dízimo e pediu que rezássemos pela Pastoral do Dízimo em nossa comunidade para que desempenhe um bom trabalho em favor da partilha, compromisso e solidariedade.
Ao final da celebração houve o 1º leilão deste tríduo. O outro leilão será no dia 1º de maio, após a Missa de encerramento dessa festa! 
Confira imagens do 2º dia:
Hoje, 3º dia da Tríduo, haverá missa! Participe! 
Após a celebração haverá um bingo de um prêmio surpresa (cartela R$ 1,00)!

1º Tríduo a São José na comunidade. Confira imagens da 1ª noite!

Na noite da última segunda-feira, 28, vários fiéis marcaram presença na 1ª noite do nosso Tríduo ao glorioso São José! Houve celebração da Santa Missa e foi presidida pelo pároco, Pe. Vicente. A liturgia foi de responsabilidade das zeladoras do Apostolado da Oração. Ao final da missa, os irmãos ainda permaneceram um pouco no adro da capela quando na oportunidade degustando alimentos e adquirindo produtos no brechó da Catequese.
Confira imagens:

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Com alvorada e café partilhado fiéis abrem o 1º Tríduo a São José na Comunidade

No final da madrugada de hoje os fiéis se reuniram na capela para louvarem a Deus pela semana de trabalho que se está iniciando e pedindo a proteção de São José, pai adotivo de Jesus e exemplo de pai, esposo, trabalhador e educador, para todos os familiares.
Com o momento de oração, meditação do Evangelho da Anunciação do Senhor, e partilha do café foi aberto assim o 1º Tríduo a São José em nossa Comunidade!
Convidamos a todos para participarem logo mais às 18h30 da oração do Santo Rosário e às 19h da Santa Missa com a novena a São José. Participe!
Ao final da novena de hoje, haverá vendas e comidas típicas na barraquinha da comunidade e a Catequese montará um brechó de roupas seminovas! Ajude-nos!
Confira a programação completa dessa festa, AQUI.

Fiéis celebram a Páscoa do Senhor na Festa da Divina Misericórdia

Na noite de ontem, a capela ficou lotada de fiéis para a celebração do II Domingo da Páscoa e Festa da Divina Misericórdia (instituída por São João Paulo II em 2000 na canonização de Santa Faustina Kowalska, apóstola da Divina Misericórdia). Presidiu a celebração o vigário paroquial, Pe. João Maria.
No sermão, o reverendo exortou os fiéis a fazerem um encontro diário com Jesus através da oração e da escuta da Palavra de Deus. Pediu que não faltássemos à missa, a fim de não vacilarmos na fé, como Tomé que não estava com outros e duvidou da ressurreição do Senhor. O padre então pediu que guardássemos três palavras-chave da Liturgia do dia : ser mensageiro da Paz, viver com o Espírito Santo, buscar sempre a Confissão, lugar do exercício da Misericórdia divina.
Ao final da Missa o padre pediu que os fiéis saudasse com aplausos os novos santos da Igreja: S. João Paulo II e S. João XXIII - ambos canonizados pelo papa Francisco na manhã de ontem, no Vaticano. Cantou-se os parabéns aos aniversariantes da semana (Seu Valmir, Dona Alcione e Dona Raimunda) e rezou-se uma ave-maria pela alma do irmão Joãozinho "eletricista", que faleceu ontem repentinamente.
Que Deus, rico em misericórdia, abençoe a todos!

CONVITE: De 28 de abril a 1º de maio estamos festejando São José! Participe!

Bela reflexão sobre São José. Leia!

O PATRONO DOS JOSÉS

Dom Fernando Arêas Rifan
Bispo da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney

Tão comum entre nós o nome de José! É um nome hebraico, cujo significado é “aumento, acréscimo, Deus dê aumento” (Gn 30,24). E que belo nome! Nome honrado, sobretudo por dois grandes personagens bíblicos: no Antigo Testamento, José, o grande provedor do Egito, vendido por seus irmãos e depois vice-rei, figura de Jesus Cristo, e no Novo, São José, esposo da Virgem Maria e pai adotivo de Jesus [...]
São José era de família nobre, a família real de Davi. Se a sua família ainda estivesse reinando, ele seria um príncipe. Mas a sua nobreza veio principalmente por ter sido escolhido para esposo e guarda da honra e virgindade daquela que viria a ser a mãe do Filho de Deus feito homem, Jesus.
Quando ele tinha apenas desposado Maria, primeira parte do casamento hebraico, mas antes de recebê-la em casa, ocorreu a Anunciação e a Encarnação do Filho de Deus. Maria objetou ao Anjo mensageiro a impossibilidade de ter um filho, pois “não conhecia varão” (Lc 1,34), isso apesar de ser noiva de José, o que claramente indica o seu voto de virgindade, de pleno conhecimento do seu futuro esposo. O Anjo, da parte de Deus, lhe garantiu que a concepção daquele filho não seria por obra humana, mas sim “por virtude do Espírito Santo” (Mt 1,18). O próprio José, em sonho, foi advertido pelo anjo do que ocorrera. E ele teria como missão ser o guarda daquela Virgem Mãe e pai nutrício daquele Filho, que era realmente o Filho de Deus. E Jesus lhe dava o nome de pai, sendo conhecido como “o filho do carpinteiro” (Mt 13,55), tido por todos “como sendo filho de José” (Lc 3,23).
São José protegeu a Sagrada Família, sobretudo na fuga para o Egito, quando da perseguição de Herodes ao Menino Jesus. Como chefe e protetor da Sagrada Família, ele se tornou o patrono de todas as famílias. E seu modelo de amor, humildade, paciência e obediência a Deus: “Do exemplo de São José chega a todos um forte convite a desenvolver com fidelidade, simplicidade e modéstia a tarefa que a Providência nos designou” (Bento XVI).
São José é também o padroeiro dos trabalhadores porque, como carpinteiro, sustentava a Sagrada Família com o seu suor e o trabalho de suas mãos. A festa de São José, como padroeiro dos trabalhadores, se comemora no dia 1º de maio, dia do trabalho.
Antigamente havia uma festa especial para honrar o Patrocínio de São José, ou seja, sua proteção, seu amparo. Daí o nome muito comum a pessoas e cidades, Patrocínio e José do Patrocínio, em honra do patrocínio de São José.
Tendo tido a mais bela das mortes, pois morreu assistido por Jesus, que ainda não tinha começado a sua vida pública, e por Maria Santíssima, São José é invocado como padroeiro dos moribundos e patrono da boa morte.
O Papa Pio IX proclamou São José patrono da Igreja, que é a família de Deus. Por tantos gloriosos motivos, São José faz jus à honra e à devoção especial que lhe tributamos. 

domingo, 27 de abril de 2014

CONVITE: Participe do 1º Tríduo a São José em nossa comunidade!

Sinta-se convidado/a caro/a visitante!


PROGRAMAÇÃO:

  • 28 de abril, segunda-feira:
  • Alvorada e café partilhado, às 5h30;
  • Rosário e Santa Missa, às 18h30;
  • Parte social com apresentações culturais e venda de comidas típicas, às 20h. 
  • 29 de abril, terça-feira:
  • Rosário e Novena (Santa Missa), às 18h30;
  • Parte social com apresentações culturais e venda de comidas típicas, às 20h. (leilão)
  • 30 de abril, quarta-feira:
  • Rosário e Novena (Santa Missa), às 18h30;
  • Parte social com apresentações culturais e venda de comidas típicas, às 20h. (bingo)
  • 1º de maio, quinta-feira - Dia da Festa:
  • Procissão de encerramento, às 17h30 seguida de Santa Missa;
  • Parte social com apresentações culturais e venda de comidas típicas, às 19h. (leilão)

Diocese de Parnaíba convida jovens para o lançamento do Festival da Juventude

Em 15 de abril foram publicados os editais para o Festival da Juventude a ser realizado em 24 de maio na cidade de Cocal-PI. Abaixo, leia a carta-convite que a Comissão Organizadora Diocesana do Congresso da Juventude está enviando aos jovens de nossa Diocese:

CARTA CONVITE
Parnaíba, 25 de Abril de 2014.
Querido jovem,
É com muita alegria que a Diocese de Parnaíba, organiza o Congresso Diocesano da Juventude, que tem como TEMA: “Juventude, rosto de Cristo” e LEMA: “Jovens, a felicidade que buscais tem rosto e nome: Jesus Cristo”.
Portanto, queremos convidar você, líder juvenil a participar de um encontro para apresentação do Projeto do Congresso.
Na ocasião também faremos oficialmente, o lançamento do Festival da Juventude que irá eleger o Cartaz e o Hino para o Congresso da Juventude Diocesana.
O evento será realizado no dia 01 de Maio de 2014, às 9h00 da Manhã, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima localizado no Bairro Nova Parnaíba, na cidade Parnaíba, Piauí.
Na ocasião entregaremos o material gráfico para divulgação e faremos sorteios de camisas do festival.
Sua presença será motivo de alegria para nós, portanto venha participar conosco.
Desde já, deixamos nossos agradecimentos!
Paz e Bem!

Comissão Organizadora Diocesana do Congresso da Juventude

Papas João Paulo II e João XXIII são canonizados pelo Papa Francisco

São João XXIII
Neste 2º Domingo da Páscoa, Festa da Divina Misericórdia (festa instituída em 2000 por João Paulo II), rodeado por uma multidão de milhares de fiéis que lotaram a praça de São Pedro, no Vaticano, o Sumo Pontífice Francisco canonizou os papas João XXIII (1881-1958) e João Paulo II (1920-2005). 
A partir de agora, eles serão conhecidos não mais como papas, mas como São João Paulo II e São João XXIII, ambos santos da Igreja Católica.
São João Paulo II
O rito de canonização, que contou com a presença do papa emérito Bento XVI, começou pouco antes das 10h (5h de Brasília) e durou pouco mais de 20 minutos. Como previsto no livro litúrgico, a celebração teve início com cânticos e a oração coletiva da Ladainha do Santos.
Em seguida, o cardeal italiano Angelo Amato, responsável pela Congregação para as Causas dos Santos – o "ministério" da Santa Sé encarregado dos processos de canonização – solicitou ao Sumo Pontífice que declarasse santos os dois candidatos e mandasse redigir as cartas apostólicas de canonização. Francisco respondeu com uma frase padrão em latim ao final da qual disse "Eu os ordeno".
Em seguida, as relíquias dos dois papas – um ampola contendo sangue de João Paulo II e outro com pedaço de pele retirada de João XXIII no ano de 2000, quando seu corpo foi exumado para a beatificação – foram exibidas ao público. Concluído o rito de canonização, uma missa foi celebrada por Francisco.
Cerca de 1 milhão de pessoas eram esperadas pelo evento, mas autoridades de Roma acreditam que o número final possa ter chegado a 5 milhões. Telões foram montados pela Prefeitura de Roma em quatro pontos da cidade para que os fiéis pudessem assistir ao evento.
Além do ineditismo do evento – nunca dois pontífices foram canonizados ao mesmo tempo – a Santa Sé também fez, pela primeira vez na história, uma transmissão em 3D pela TV e pela Internet, de olho no público jovem.
Estima-se que cerca de 2 bilhões de pessoas assistiram ao vivo à celebração em todo o mundo, que também foi transmitida em salas de cinema, inclusive no Brasil.

Dois papas
Conhecido como o "Papa Bom", João XXIII comandou a Igreja Católica entre 1958 e 1963. Nesse período, convocou e deu início ao Concílio Vaticano II, uma série de conferências que resultou em documentos sobre os novos rumos da Igreja Católica, com o intuito de aproximá-la do povo e adaptá-la à modernidade.
Talvez mais popular entre os peregrinos, João Paulo II ascendeu ao Trono de Pedro em 1978 e lá permaneceu até 2005, quando morreu. Foi um dos papados mais longos da história e sua canonização foi a mais rápida da história moderna da Igreja.

Grandes dimensões
Participaram da dupla canonização cerca de 150 cardeais e bispos e 6 mil padres. O Vaticano divulgou uma lista oficial com autoridades internacionais de 93 países, incluindo 24 chefes de Estado.
O único brasileiro na lista foi José Graziano da Silva, que, no entanto, representa a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), órgão ligado à ONU sediado em Roma que ele comanda desde janeiro de 2012.
Para atender aos milhares de fiéis que lotaram a Praça de São Pedro, o Vaticano e a Prefeitura de Roma mobilizaram mais de 2,4 mil policiais, cem ambulâncias e 2,5 mil voluntários, encarregados de distribuir 4 milhões de garrafas de água e 150 mil livros litúrgicos para que os fiéis pudessem acompanhar passo a passo da cerimônia.

Fonte: IG (com adaptações)

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Fiéis da comunidade celebram a Páscoa da Ressurreição-2014

Na noite de ontem, com uma Celebração da Palavra de Deus presidida pelo ministro H. Saulo, alguns irmãos da comunidade celebraram a Páscoa do Senhor. 
A celebração contou com a entrada solene do Círio Pascal (abençoado pelo pároco na manhã do Domingo na Matriz Paroquial) - o círio é sinal da ressurreição de Cristo; houve a aspersão com água benta sob os fiéis como sinal de recordação e do compromissos assumidos em nosso batismo (renunciar às obras do Demônio e sermos missionários); houve a proclamação das leituras, a partilha da Palavra (homilia) e a distribuição da Eucaristia, preservada em nosso sacrário.
Ao final da Celebração foi rezado pelas aniversariantes da semana e foi, finalmente, apresentada a Sra. Maria da Soledade como nossa representante no COMIPA (Conselho Missionário Paroquial), eleita no dia 9 de março no IV Retiro Paroquial das SMP na Comunidade Cândido Athayde. Devido a tantas atividades nestes últimos meses, essa informação havia sendo deixada de lado... Como Páscoa é anúncio de Boa Nova, aproveitamos a ocasião para comunicar isso!
AVISO: Amanhã, 22, terça-feira, haverá reunião para se tratar do Tríduo de São José e do Mês Mariano. Nenhum membro de grupos pode faltar!
No domingo próximo, 27, "Festa da Divina Misericórdia", haverá Santa Missa às 19h. Participe!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

DIOCESE DE PARNAÍBA LANÇA FESTIVAL DA JUVENTUDE EM COCAL-PI

Na tarde do último dia 15, a Diocese de Parnaíba lançou o Festival de Artes da Juventude, evento que ocorrerá com a intenção de despertar dentro da Diocese novos talentos na área de música e designer. O evento tem como foco também fazer a eleição de um hino e um cartaz para o Congresso da Juventude (evento que acontecerá em toda a Diocese em comemoração ao 1 ano da JMJ, mais informações em breve) através de um concurso artístico.
Uma comissão formada por membros de diversas ramificações se reuniu no último sábado, 12, para concluir o planejamento de tais eventos.
O Festival acontecerá na cidade de Cocal-PI, no dia 24 de maio e escolherá no dia 1 hino vencedor bem como 1 cartaz vencedor, ambos com premiação em dinheiro: R$ 500,00 e R$ 300,00 respectivamente. 
Cada participante deverá compor uma música (no caso do concurso para o hino) ou um cartaz (no caso do concurso para o cartaz) obedecendo os requisitos dos editais abaixo e nos enviar, ao final do concurso haverá um vencedor em cada modalidade.
Para mais informações sobre como se inscrever no festival seguem abaixo os dois editais, para o concurso da hino e do cartaz.
Para mais informações sobre o evento envie o e-mail para: sitediocesep@gmail.com com suas dúvidas. Consulte a página do Festival no Facebook: https://www.facebook.com/festivaldajuventudediocesanaphb?ref=stream

Participe também, crie sua música e/ou seu cartaz e nos envie.

Equipe de Comunicação Diocesana 

EDITAL DO CONCURSO DE ESCOLHA DO HINO DO CONGRESSO DA JUVENTUDE

Prezado(a) artista

A Comissão Diocesana do Setor Juventude lança o concurso para o processo de escolha do Hino do Congresso da Juventude do Setor Juventude nos Zonais da Diocese de Parnaíba 2014.

1. Tema e Iluminação Bíblica

  • Tema: Juventude, rosto de Cristo
  • Lema: Jovens: a felicidade que buscais tem rosto e nome: Jesus Cristo (Bento XVI)
  • Iluminação Bíblica: ‘O Senhor faça brilhar sobre ti sua face’ (Nm 6,25)
2. Características da Letra e da Música

2.1 – Quanto ao Conteúdo:

O hino primará por uma profunda linguagem poética que traduzirá os conteúdos do tema e da iluminação bíblica. É importante algumas características:

  • Ser uma letra inédita;
  • Um embasamento bíblico: a referência bíblica é fundamental, pois ela orienta a vida e a história do povo, e confere sólidos fundamentos para o texto poético;
  • Deve conter na letra referências claras ao tema do evento: Juventude, rosto de Cristo;
  • A coerência ente fé e vida: contemplar a unidade fundamental entre fé e vida, evitando intimismo ou sentimentalismo exagerado;
  • Ter caráter jovial e representar a identidade da juventude;
  • Ter caráter cultural e expressar características da diocese e da JMJ 2013.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Presença maciça de fiéis marca nossa Missa no Domingo de Ramos-2014!

No final da tarde de ontem muitos irmãos da comunidade dirigiram-se até a casa de nossa irmã Jovelina de onde se iniciou a Procissão do Domingo de Ramos, até a Capela da Comunidade. Todos alegres aclamavam a Nosso Senhor Cristo Rei. A celebração foi presida por nosso pároco, Pe. Vicente Gregório.
Na casa de Dona Jovelina foi feita a bênção dos ramos e proclamação do Evangelho que narra a entrada triunfal do Senhor em Jerusalém, cidade em que em poucos dias Ele seria condenado à morte de Cruz! Já na Capela, foram proclamadas as leituras que trata de Jesus, como o servo sofredor (Isaías 50, Salmo 22) e a narrativa da Paixão do Senhor segundo São Mateus.
Na homilia o pároco falou sobre a importância da Semana Santa para todos os cristãos e comentou sobre as solenes celebrações que serão celebradas nos próximos dias.
A coleta (ofertas em dinheiro) nessa missa foi destinada às ações sociais da Igreja no Brasil, como nosso gesto concreto de solidariedade e adesão à Campanha da Fraternidade-2014 que tratou do tráfico humano.
Ao final da missa alguns fiéis permaneceram ainda na capela na oportunidade em que participaram de um bingo com prêmio surpresa (na verdade era um quadro de Nosso Senhor) em prol da manutenção das barraquinhas de comidas típicas que serão montadas por ocasião do 1º Tríduo a São José que realizaremos em nossa comunidade no período de 28 de abril a 1º de maio. A campeã do bingo foi dona Jovelina! Parabéns!! E também obrigado por nos emprestar sua casa!
Desejamos a todos os irmãos uma abençoada Semana Santa e uma feliz Páscoa da Ressurreição.

IMPORTANTE: 

  • Não deixe de conferir a Programação da Semana Santa em nossa Paróquia de Frei Galvão. Clique AQUI para conferi-la!
  • Veja também nosso convite para o 1º Tríduo a São José, AQUI!!

sábado, 12 de abril de 2014

Grupo de Jovens "GDC" realiza sua 1ª Via-Sacra!

No início da noite deste sábado, 12, nossa capela ficou lotada de irmãos que vieram prestigiar a 1ª Via-Sacra encenada pelos "Guerreiros de Cristo" (GDC). Muitos até choraram ao acompanhar passo-a-passo o sofrimento e a vitória de Nosso Senhor Jesus Cristo (sendo representando pelo jovem Roberto).
A apresentação do grupo foi excelente! Nossos parabéns e agradecimentos a todos que participaram e colaboraram, inclusive financeiramente, para que a apresentação acontecesse, aos jovens atores que se empenharam bastante nos ensaios e se saíram bem, aos organizadores do evento - além dos atores, a coordenadora do Grupo, a jovem Débora, a equipe de Coordenação da Comunidade, as senhoras Maria de Jesus e Jovelina que prepararam as vestes, e ao Sr. Alvino que ajudou os jovens dando sugestões e ajudando na preparação dos cenários!
Que o Mistério da Paixão do Senhor dê conforto e esperança a todos esses jovens irmãos nas dificuldades que a vida lhes oferecer. E que a Virgem Maria, nossa Mãe da Dores, guarde e proteja sempre nossos jovens! 
E você? Deseja participar do GDC? Vá a uma de nossas celebrações, procure um/a jovem e saiba como fazer parte desse grupo!

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Imagens da 4ª e 5ª Via-Sacra desta Quaresma-2014. Confira!

As cinco Via-Sacras que realizamos em nossa comunidade no período quaresmal contou com uma participação bastante ativa de vários fiéis!
Confira abaixo imagens da quarta-feira, 2 de abril:
Confira abaixo imagens da quarta-feira, 9 de abril:
Que o Sangue do Senhor derramado na cruz abençoe a vida de cada irmão que tem participado destas Via-Sacras. Que suas preces sejam atendidas! 
Em sintonia com a CF-2014, estamos rezando a fim de que o Tráfico Humano tenha fim! Que a Ressurreição do Senhor seja a esperança dos irmãos traficados!
Aproveitamos então, para convidá-lo/la para a 1ª Via-Sacra da Juventude. Será no sábado, 12 de abril, às 19, em nossa capela! Participe! Confira AQUI o convite!

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Uma ótima formação sobre os Calendários e a data da Páscoa-2014

Simbiose de calendários

Dom Demétrio Valentini
Bispo de Jales (SP)

Entramos no mês de abril. De acordo com o calendário vigente agora, abril é o quarto mês do ano, cuja contagem inicia com o mês de janeiro.
Mas andaram acontecendo algumas mudanças no calendário, antes de se fixar, em definitivo, tal como o seguimos agora.
Para encontrar o fio da meada, é bom partir, exatamente, do mês de abril. Pois o mês de abril se tornou uma espécie de encruzilhada, entre o calendário romano, e- calendário judeu. Pois na verdade, o calendário que agora temos é herdeiro de dois calendários o judeu e o romano.
Vamos, então, aos detalhes.
Relação entre o calendário Judeu e o Ocidental (Gregoriano)
No calendário judeu, o nosso mês de abril, correspondia ao mês de “nisan”, no qual se celebrava a páscoa, referência central para o detalhamento dos outros meses.
O calendário judeu se guia pela lua. Ao passo que o calendário romano se guia pelo sol. Entre os judeus, a tradição estabelecia que a páscoa seria celebrada no primeiro sábado depois da lua cheia do mês de Nisan.
Podemos conferir o calendário deste ano. A lua cheia cai no dia 15 deste mês de abril, que para os judeus é mês de Nisan. O primeiro sábado depois da lua cheia, cai no dia 19, em cuja noite tanto judeus como cristãos celebram a páscoa. Para os cristãos, todas as outras festas importantes do seu “ano litúrgico” são estabelecidas a partir da páscoa, como a festa de Pentecostes, Corpus Christi, e os domingos, todas datas situadas a partir da páscoa.
Com o calendário romano também andaram fazendo diversas mudanças. A mais importante foi alterar a sequência dos meses. No calendário romano original, o ano começava no mês de março, dedicado a “marte”, o deus da guerra. Depois o início do ano foi antecipado para o mês de janeiro.
Aí se entende como o nome de alguns meses do ano ficou em descompasso com o significado original da palavra que o identificava. Pois se iniciamos a contagem com o mês de março, o sétimo mês vai coincidir com o mês de “setembro”. Agora, começando a contagem em janeiro, setembro acaba sendo, não o sétimo, mas o nono mês. E assim aconteceu com os meses de outubro, novembro e dezembro. Eles ainda guardam o nome que correspondia ao seu número na série que iniciava em março.
Para os mais curiosos, há outros detalhes nesta mexida no calendário romano. Trata-se da interferência de dois imperadores, Júlio César e César Augusto. Eles mandavam em tudo, mandaram até modificar o mês o seu nascimento. De tal forma que Júlio César nasceu no quinto mês do ano, que por isto se chamava “quintilis”, e tinha trinta dias. Júlio César mandou que acrescentassem mais um dia, de tal modo que o mês passou a ter 31 dias e ser chamado de “o mês de julho”, e no final do ano quem pagou a conta foi fevereiro, que ficou só com 29.
Depois veio o imperador César Augusto, que nasceu no mês chamado de “sextilis”, por ser o sexto mês do ano. César Augusto também quis 31 dias para o seu mês, que passou a se chamar de “mês de agosto”, em homenagem ao imperador. De tal modo que no final do ano, fevereiro ficou, então, com 28 dias.
Esta a história dos nossos calendários. Agora, é a ONU que gostaria de fazer uma ampla reforma no calendário oficial, a ser assumido por todos os países, mesmo os que não integram a cultura ocidental. Mas até agora todas as tentativas foram frustradas, especialmente pela firme posição dos judeus, que não querem alterar a sequência dos sábados.
Em todo o caso, mesmo que haja diferenças de calendários, os anos são preciosos, e cada dia merece ser vivido com alegria e ação de graças!

Fonte: CNBB

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Cardeais apresentam exemplos a serem imitados do mais novo santo brasileiro: São José de Anchieta. Leia!

Exemplo de evangelizador

Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida (SP)
Presidente da CNBB

A canonização do beato José de Anchieta, neste dia [3] de abril, é recebida com festa pelo Brasil. Não podia ser diferente, afinal, Anchieta marcou a história de nosso país como evangelizador, educador e escritor. Alegra-nos, portanto, a sábia decisão do papa Francisco de declarar santo, por decreto, o “Apóstolo do Brasil”.
Nascido na Espanha em 1534 (Ilha das Canárias), Anchieta estudou em Portugal. Aí conheceu e ingressou na Companhia de Jesus aos 17 anos. Ainda noviço, foi enviado ao Brasil pelo próprio Santo Inácio de Loyola quando tinha apenas 19 anos. Aqui, uniu-se ao padre Manoel da Nóbrega e outros jesuítas para ajudar na evangelização.
Em sua missão evangelizadora, padre Anchieta destacou-se no trabalho com os indígenas a quem catequizava recorrendo à dramaturgia e à poesia. Com esse método, tornava a catequese agradável e facilitava o aprendizado e a memorização. Em suas peças teatrais, identificava o mal, o injusto com os seres espirituais que levavam os indígenas à vingança e a outras ações contrárias ao Evangelho. O belo, o bem e a alegria, por sua vez, eram identificados com os anjos.
A dificuldade que os jesuítas encontravam na missão por causa da língua dos indígenas foi resolvida com a gramática Tupi-guarani, que padre Anchieta escreveu - “Arte da Gramática da Língua Mais Falada na Costa do Brasil", publicada em Coimbra em 1595. É autor também de outras obras importantes como “Os feitos de Mem de Sá”.

Mais um santo "brasileiro"! Padre José de Anchieta é proclamado Santo pelo papa Francisco!

Na manhã desta quinta-feira, 3 de abril de 2014, o Papa Francisco recebeu em audiência, no Vaticano, o Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Card. Angelo Amato e depois de ouvir o relatório sobre a vida e a obra do “Apóstolo do Brasil”, o Pontífice assinou o decreto que reconhece a figura e a grandeza do missionário, colocando assim seu testemunho como exemplo para os cristãos de todo o mundo. 
O primeiro pedido de canonização foi feito pelos fiéis brasileiros há exatos 417 anos na ocasião de sua morte! Já o último ocorreu em outubro passado, por iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Em dezembro de 2013, como revelou o Presidente da CNBB à Rádio Vaticano, o Card. Raymundo Damasceno Assis recebeu um telefonema pessoal do Santo Padre, respondendo positivamente ao pedido.
Trata-se do primeiro santo de 2014 e o segundo jesuíta a ser canonizado pelo jesuíta Papa Francisco. Antes dele, em 17 de dezembro passado foi a vez de São Pedro Fabro, um dos fundadores da ordem da qual o papa pertenceu.
“A santidade do grande homem de Deus foi reconhecida”, declarou logo após a assinatura do decreto o Vice-Postulador da Causa, Pe. Cesar Augusto dos Santos, que também é responsável pelo Programa Brasileiro da Rádio Vaticano.
A canonização de José de Anchieta se insere num contexto mais amplo, de reconhecimento da santidade de outros dois evangelizadores da América: a Irmã Maria da Encarnação e o Bispo Francisco de Montmorency-Laval – dois franceses que viveram no Canadá. Não se trata de um caso, pois os três novos santos foram beatificados juntos pelo Papa João Paulo II, em 22 de junho de 1980. Naquela mesma cerimônia, também foram beatificados Pedro de Betancur e a jovem indígena Catarina Tekakwitha – ambos já canonizados, o primeiro em 2002 pelo papa João Paulo II e a segunda em 2012 pelo papa Bento XVI. Portanto, faltava o reconhecimento dos outros três – o que aconteceu na manhã desta quinta-feira.

Anchieta e os Papas

A importância de Anchieta e seu papel fundamental para a evangelização do Brasil já eram conhecidos pelos Pontífices. Na sua cerimônia de beatificação, João Paulo II se referiu a Anchieta como “um incansável e genial missionário”:
“Seu zelo ardente o move a realizar inúmeras viagens, cobrindo distâncias imensas no meio de grandes perigos. Mas a oração contínua, a mortificação constante, a caridade fervente, a bondade paternal, a união íntima com Deus, a devoção filial à Virgem Santíssima — que ele celebra em um longo poema de elegantes versos latinos —, dão a este grande filho de Santo Inácio uma força sobre-humana, especialmente quando deve defender contras as injustiças dos colonizadores os seus irmãos indígenas. Para eles compõe um catecismo, adaptado à sua mentalidade e que contribuiu grandemente para a sua cristianização. Por tudo isto ele bem mereceu o título de «apóstolo do Brasil”.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...