domingo, 30 de junho de 2013

Neste "Dia do papa", "curta" esse vídeo sobre o Papa Francisco!

Como 29 de junho, no Brasil, não é feriado, neste domingo, 30, celebramos a Solenidade de São Pedro e São Paulo, padroeiros da Igreja de Roma, onde se localiza Sé Apostólica. Neste dia, devemos rezar de modo especial pelo papa, pois é chamado a ser sinal de unidade da fé (como Pedro) e missionário da paz (Paulo).

No vídeo abaixo conheça um pouco da vida do Papa Francisco, eleito em 13 de março passado:

domingo, 9 de junho de 2013

Paróquia acolhe 14 neo-comungantes, sendo dois de nossa comunidade

Na noite de ontem, 8 de junho, memória litúrgica do Imaculado Coração de Maria, nossa Paróquia acolheu de modo especial 14 irmãos, jovens e adultos de várias comunidades para receberem pela primeira vez o Sacramento da Eucaristia. Salientamos que estão também se preparando para a recepção do Sacramento da Crisma a ser realizada no 2º semestre desse ano. 
Os jovens de nossa comunidade Gabriel Santos e Daniel Rufino, catequizandos de Hermerson Saulo e de Rosa Maria, participaram dessa celebração.
Catequista Rosa, neo-comungantes Daniel e Gabriel, Catequista H. Saulo
Nossa comunidade se alegra com esses irmãos e suas famílias ao mesmo tempo que deseja que estes permaneçam firmes na fé e colaborem com seus dons em nossa comunidade.
Mais imagens e informações sobre esse momento histórico na vida de nossos catequizandos, leia a matéria "Paróquia acolhe 14 jovens e adultos neo-comungantes" no blog da Paróquia Frei Galvão.

O Papa pecador

Houve quem ficasse surpreso quando, na audiência geral de 29 de maio passado, o Papa Francisco declarou que era pecador: “A Igreja é a grande família dos filhos de Deus. Sem dúvida, ela também tem aspectos humanos; naqueles que a compõem, Pastores e fiéis, existem defeitos, imperfeições e pecados; até o Papa os tem, e tem tantos, mas é bom saber que quando nos damos conta que somos pecadores, encontramos a misericórdia de Deus, que perdoa sempre”.
O Papa Francisco quer nos ensinar a humildade, que começa com a confissão de que somos pecadores. Ele é o vigário de Jesus Cristo na terra. Jesus, sendo Deus santíssimo, tomou sobre si os nossos pecados: “Aquele que não cometeu pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tornássemos justiça de Deus (2 Cor 5, 21). Jesus, inocente e puro, quis passar por pecador. Foi assim que ele juntou-se ao povo para receber o batismo de penitência dado por João no rio Jordão. Nós, ao invés, sendo pecadores, queremos passar por santos. E ficamos indignados quando somos tratados como pecadores! “Se dissermos que não temos pecado, estamos enganando a nós mesmos, e a verdade não está em nós” (1Jo 1, 8).
Por isso a Igreja, mãe sábia, na sua sagrada Liturgia, nos ensina sempre a humildade: “Eu, pecador, me confesso... porque pequei muitas vezes..., por minha culpa, minha culpa, minha tão grande culpa”; com muitas súplicas ao perdão e à misericórdia de Deus: “não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa Igreja”.
Subliminarmente, o Papa também quer combater o carreirismo na própria Igreja, o gosto de aparecer, o desejo de nos substituirmos a Jesus Cristo, o querer, na Liturgia, por exemplo, se suplantar ao próprio Cristo, fazendo-nos os protagonistas da ação sagrada.
“Sede discípulos meus, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vós” (Mt 11, 29). A humildade é fonte de paz, de fraternidade e união. É o oposto da hipocrisia. E para ser humilde é preciso ser forte, corajoso e valente. É a temática jesuítica, muito cara ao nosso Papa: “Acusar a si mesmo implica uma valentia pouco comum para abrir a porta a coisas desconhecidas e deixar que os outros vejam além de minha aparência. É renunciar à maquiagem, para que se manifeste a verdade. Na base do acusar a si mesmo, que é um meio, está a opção fundamental pelo anti-individualismo, pelo espírito de família e de Igreja que nos conduz a nos assumirmos, como bons filhos e bons irmãos, para mais tarde podermos vir a ser bons pais. Acusar a si mesmo implica uma postura basicamente comunitária...” E como ele falou na última audiência, o reconhecermo-nos pecadores atrai o perdão de Deus: “Quem acusa a si mesmo abre espaço para a misericórdia de Deus; é como o publicano que não ousa levantar seus olhos (cf. Lc 18, 13). Quem sabe acusar a si mesmo é um homem que sempre se aproximará bem dos outros, como o bom samaritano, e, nessa aproximação, o próprio Cristo realizará o acesso ao irmão” (Jorge Mario Bergoglio, S.J., Sobre a acusação de si mesmo).

Dom Fernando Arêas Rifan
Bispo da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney

Fonte: CNBB - QUA, 05 DE JUNHO DE 2013.

Coordenadora de ramo da Pastoral da Criança visita nossa comunidade

Na noite da última sexta-feira, 7, Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, o Coordenador da Comunidade, Hermerson Saulo e as líderes da Pastoral da Criança na comunidade: Daniele, Patricia, Érika e Dona Édina acolheram a Sra. Edileusa, coordenadora de ramo da Pastoral da Criança de nossa paróquia. Seu esposo, Sr. Antônio João também compareceu e deu-nos também valiosas informações.
REZEMOS POR NOSSAS CRIANÇAS!
Edileusa, à pedido do Coordenador da Comunidade, veio fazer sua visita e reunião mensal com as líderes da comunidade e na oportunidade esclareceu aos presentes muitas dúvidas sobre o funcionamento da Pastoral da Criança, em nível nacional e local. Edileusa frisou insistentemente que pelo menos uma líder da Pastoral na comunidade deve participar da reunião mensal na última quinta-feira do mês, às 15h, na Matriz Paroquial de Frei Galvão. Alertou ainda que para a organização nacional a nossa comunidade está cadastrada como "Comunidade Broder Ville" e que a Celebração da Vida ("pesagem") deve ser feita no último sábado/domingo do mês e a Folha de Acompanhamento e Avaliação Mensal das Ações Básicas de Saúde e Educação na Comunidade (FABS [baixe-a Aqui]) deve ser entregue na Secretaria Paroquial até o 5º dia do mês seguinte, pois caso contrário, a pastoral da comunidade perde o pequeno, mas útil, repasse financeiro que deve vir mensalmente.
A Srta. Daniele, que é a coordenadora da Pastoral da Criança na comunidade, teve de sair mais cedo, porém o Coordenador da Comunidade firmou um compromisso de tão logo repassá-la as informações as informações da Sra. Edileusa e assim essa pastoral possa ter bom êxito na comunidade, tendo em vista que há15 anos existe na comunidade, graças ao empenho do nosso saudoso irmão Antônio Lucas.
Rezemos irmãos, por nossas líderes da Pastoral da Criança na comunidade, a fim de que elas façam um bom serviço à causa do Reino de Deus!

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Comunidade participa da festa de encerramento do mês mariano na paróquia

Na noite da última sexta-feira, 31 de maio, muitos irmãos participaram da festa de encerramento do Mês Mariano na Matriz Paroquial de Frei Galvão. 
Fretamos mais uma vez o ônibus do Sr. Antônio, esposo de nossa irmã, Maria do Carmo. Cada fiel colaborou com R$ 1,00, sendo que a complementação das passagens saiu do caixa da comunidade. Isso é uma demonstração de solidariedade entre todos, mas sobretudo de chamar a todos à responsabilidade ante à obra evangelizadora da Igreja, pois infelizmente sem recursos financeiros não há como fazer missão hoje!
Antes da celebração começar, todos aguardaram e acolheram as várias imagens peregrinas de Nossa Senhora nas diversas comunidade paroquiais.
Às 19h começou a celebração que fora presidida pelo pároco, Pe. Vicente. O coordenador de nossa comunidade, H. Saulo, fez a 1ª Leitura. Após a Comunhão, houve o momento da solene Coroação da Imagem de nossa co-padroeira paroquial, Nossa Senhora do Coração Imaculado. Uma família foi entronizada como oferta à Nossa Senhora. E como representante de todas as famílias da paróquia, entraram Alvino, Carlota, Arthur e Heitor, irmãos de nossa comunidade!
Confira imagens:

Coreografia do Grupo Alpha:

sábado, 1 de junho de 2013

Devotos "coroam" a imagem de Nossa Senhora no encerramento do Mês Mariano na Comunidade

No início da noite de quarta-feira passada (8ª Semana do Tempo Comum), 29 de maio, muitos irmãos e devotos de Nossa Senhora participaram da última procissão com a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima e da celebração de coroação da mesma. A procissão saiu da casa de Dona Núbia fazendo uma breve parada na casa de Dona Dolores. 
A Celebração da Palavra com Rito de Coroação da Imagem de Nossa Senhora, aconteceu no adro da capela e foi presidida pelo ministro/catequista H. Saulo. Em sua homilia o ministro exortou os irmãos a continuarem na fidelidade a Deus e na devoção a Nossa Senhora, pois como diz São Luís Maria Monfort  em seu Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem Maria: "Deus juntou todas as águas e deu nome de mar. Deus juntou todas as graças e deu nome de MARIA"; "Deus quer que todas as graças venha por meio de Maria". O ministro pediu que também todos fossem servos uns dos outros conforme pediu o Evangelho do Dia (Mc 10,32-45), pois assim seremos grandes no Reino do Céu. O ministro concluiu indicando porque coroamos Maria como rainha e disse: "Maria é Rainha não porque teve reinos, riquezas, mas porque foi e é ainda serva de Deus e dos filhos de Deus".
Após a Liturgia da Palavra o grupo de jovens da comunidade, Guerreiros de Cristo, apresentaram uma belíssima dramatização de uma peça teatral incluindo coreografia de algumas músicas sobre a devoção mariana e, em seguida, crianças do grupo "Guerreirinhos de Cristo" fizeram a coroação solene de Nossa Senhora. Parabéns jovens e crianças da comunidade! Que Deus sempre os abençoe!
Ao final da celebração o ministro agradeceu a todos os grupos e pessoas que fizeram acontecer a evangelização nesse grande mês missionário que é o mês mariano. 
Após a celebração houve momento de confraternização entre os presentes com a venda de comidas típicas e a realização de um grandioso leilão.
Que Maria guarde todas as famílias que receberam sua imagem e todas as pessoas que se tornaram apóstolos e apóstolas em mais esse mês que lhe foi dedicado!

Comunidade acolhe 6 novos comungantes

Na Santa Missa do último domingo, 26 de maio, Solenidade da Santíssima Trindade as crianças Camila, João Vítor, Matheus, Michele, Wallefy e Wellington receberam pela primeira o Santíssimo Sacramento da Eucaristia. Elas foram formadas no último ano pelas catequistas Rosário e Ivanice e, com a mudança de Dona Rosário para outro bairro,  recentemente contaram com o apoio da catequista Milena.
Antes da Santa Missa, a imagem de Nossa Senhora que estava peregrinando nas famílias da comunidade foi trazida pela Sra. Mazé Machado e ao se chegar à capela rezou-se o Santo Rosário.
A Eucaristia foi presidida pelo pároco, Pe. Vicente e a Liturgia da Palavra foi proclamada pelas crianças; fez a 1ª leitura, o neo-comungante Wellington, a 2ª leitura: João Vítor, Preces: Camila. A entronização da Palavra de Deus foi feita pela neocomungante Michele e as oferendas do Pão e do Vinho foram levadas ao altar por Matheus e Wallefy. A animação da celebração ficou por conta das catequistas da turma.
Foi uma cerimônia muito bela! Em sua homilia o pároco exortou às crianças a entrarem sempre em comunhão com Deus a partir da participação frequente da Celebração Eucarística. Exortou ainda a todos a viverem sempre em comunidade, nada de isolamento, pois Deus é comunhão de amor do Pai com o Filho e com o Espírito Santo (Trindade Santa).

Ao final da celebração o coordenador da comunidade, catequista H. Saulo pediu aos neo-comungantes a não abandonarem a comunidade e incentivou-os a entrarem no grupo de coroinhas de nossa capela. Terminada a Missa as catequistas, as crianças e seus familiares foram para a casa da catequista Ivanice onde tiveram um momento de confraternização.
Participaram dessa celebração, além dos irmãos da comunidade e familiares dos novos comungantes, a nossa coordenadora paroquial de Catequese, a Sra. Socorro Lopes e o coordenador da Catequese no zonal norte, o Sr. Jurandir e sua esposa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...