segunda-feira, 25 de novembro de 2013

"Guerreiros de Cristo" elegem nova coordenação

Na tarde de ontem, nossos jovens do grupo "Guerreiros de Cristo" (GDC), reuniram-se para tratarem do futuro do grupo... 
Além de uma avaliação dos dois anos de existência do GDC e da coordenação liderada pelo jovem Roberto, os jovens fizeram também uma eleição para uma nova equipe de coordenação do grupo a assumir os trabalhos missionários na comunidade em 2014. 

Eis a nova equipe de coordenação do GDC:
  • COORDENADORA: Débora Mota;
  • VICE-COORDENADOR: Roberto Santos;
  • TESOUREIRO: Jerlan Silva;
  • VICE-TESOUREIRA: Roberta Santos;
  • SECRETÁRIA: Andréia Sotero;
  • REPRESENTANTE NOS CONSELHOS: Lays Stefhany
Parabéns a todos os eleitos!

Fiéis da comunidade encerram solenemente o "Ano da Fé"

Na noite de ontem, em comunhão com toda a a Igreja, na Festa de Jesus Cristo, Rei do Universo, os fiéis se reuniram para participar da Santa Missa e professarem solenemente a sua fé recebida no batismo, como atividade conclusiva do Ano da Fé convocado pelo papa emérito Bento XVI e continuado pelo papa Francisco.
Na celebração foram usados os símbolos recebidos no ano passado por ocasião da abertura paroquial do Ano da Fé - uma lamparina e uma cruz com as 5 chagas de Cristo. Dentro da Missa aconteceu também o batizado de uma jovem - Brenda. 
No domingo anterior, todos os fiéis foram convidados a trazerem uma vela e como a grande maioria o fez, no momento das (Renovação das) Promessas Batismais, enquanto também a capela ficou sem iluminação elétrica, cada um que pode acender suas velas e professar sua fé com o "Símbolos dos Apóstolos".
Foi uma celebração muito bonita e bem participada! Que continuemos a professar nossa fé na Igreja de Jesus!

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Apresentados eventos conclusivos do Ano da Fé

Realizou-se na manhã desta segunda-feira (18) na Sala de Imprensa da Santa Sé a apresentação dos eventos conclusivos do Ano da Fé, ou seja, o “Dia para a vida contemplativa”, em 21 de novembro 2013, o Encontro dos Catecúmenos com o Papa Francisco no dia 23 de novembro e a Santa Missa conclusiva em 24 de novembro. Participaram da coletiva com os jornalistas o Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Rino Fisichella, o Secretário e o Sub-secretário do mesmo dicastério, respectivamente Dom José Octavio Ruiz Arenas e Dom Graham Bell.
Dom Fisichella, ao apresentar os eventos e fazer um breve retrospecto do período, iniciou recordando que durante o Ano da Fé cerca de 8,5 milhões de peregrinos vieram ao Túmulo de Pedro para professar a fé, “apenas um pequeno sinal, mesmo que significativo”, acrescentando que as tantas iniciativas em todo o mundo “evidenciaram o quanto a fé permanece viva e dinâmica”. Foram “momentos para recordar os ensinamentos do Vaticano II, catequeses sobre a fé, diversas celebrações, testemunhos de caridade, atividades culturais de diversos gêneros, entre tantas outras iniciativas”. Por ocasião da conclusão deste ano especial convocado por Bento XVI em outubro de 2012, Dom Fisichella explicou que foi pensada uma série de sinais com a intenção de mostrar a continuidade da fé.
O primeiro sinal será a visita do Papa Francisco ao Mosteiro das Monjas Camaldulenses, no Aventino (uma das sete colinas de Roma), em 21 de novembro, às 16h45min. Será uma visita breve, “mas significativa, dedicada a quem fez a escolha de uma vida de clausura, privilegiando uma vida de oração e contemplação”. Segundo uma antiga tradição, o Aventino guarda os primeiros sinais da vida monástica feminina em Roma. O Papa rezará com as monjas o Canto das Vésperas segundo a regra Camaldulense, seguido de um breve momento de Adoração Eucarística.
O segundo sinal será vivido na tarde do sábado, 23 de novembro, no momento dedicado aos Catecúmenos, sob o tema “Prontos para atravessar a Porta da fé”. O Papa Francisco receberá 35 candidatos ao catecumenato no ingresso da Basílica de São Pedro, fazendo a eles as tradicionais perguntas “Qual é o seu nome? O que esperas da Igreja de Deus? O que a fé dá a você?”, seguido do sinal da cruz na testa. Estarão presentes cerca de 500 catecúmenos, acompanhados de seus catequistas, provenientes de diversos países, representando a universalidade da Igreja. Entre os países representados, Dom Fisichella destacou a Rússia, Moldávia, Bósnia Herzegovina, Egito, Marrocos, Argélia, China, Kirguistão, Mongólia, Cuba, entre outros.
Por fim, a celebração da Missa conclusiva do Ano da Fé no domingo 24 de novembro, às 10h30min na Praça São Pedro. Neste ponto, o Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção do Ano da Fé explicou os três sinais particulares que evidenciam a importância do momento. Inicialmente, a exposição das Relíquias de São Pedro pela primeira vez na história. “O Ano da Fé – observou Dom Fisichella – foi pensado como uma peregrinação ao Túmulo de Pedro”. “Em torno do Sucessor de Pedro, mas quase na presença física dos primeiros dos Apóstolos - a quem se deve junto com Paulo a fundação desta igreja em Roma -, seremos chamados a confessar mais uma vez com convicção e força a nossa fé”.
Um ulterior sinal será a entrega por parte do Papa Francisco da sua Exortação Apostólica Evangelii gaudium [a ser apresentada no próximo dia 26], como sinal do empenho que a Igreja é chamada a assumir. Simbolicamente, o Santo Padre entregará a carta a um Bispo, a um Sacerdote e a um Diácono, escolhidos entre os mais jovens a serem ordenados, provenientes da Letônia, Tanzânia e Austrália. Após, virão os religiosos e religiosas, seguidos dos representantes de cada evento realizado no Ano da Fé, ou seja, um crismando, um seminarista, uma noviça, uma família, catequistas, um deficiente auditivo, jovens fraternidades e movimentos. Estes 36 representantes provém de 18 diferentes países, expressão dos cinco continentes.
Dom Fisichella explicou que foram acrescentadas duas “expressões representativas pelo alto valor que possuem”: o escultor japonês Etsuro Sotoo, famoso por sua colaboração na Sagrada Família e a pintora polonesa Anna Gulak. Também dois representantes do jornalismo “para demonstrar o grande empenho e promoção que desenvolvem aqueles que se dedicam a este serviço, que representa sempre mais uma nova forma de cultura com que a Igreja sente a urgência de trabalhar e de sentir-se ajudada e sustentada na obra de evangelização”. 
O terceiro sinal - explica Dom Fisichella – será o “gesto de caridade em favor da população filipina atingida pelo furacão Hayan”. Assim, durante a celebração será realizada uma coleta, “como contribuição dos peregrinos para o Ano da Fé aos tantos irmãos e irmãs que foram atingidos pela calamidade e vivem uma situação de profunda necessidade”.
Dom Rino Fisichella concluiu a apresentação dizendo que “o Ano da Fé tinha por objetivo “encontrar o gosto pela fé. Queria ser um momento para uma reflexão mais profunda e para a redescoberta do encontro com Cristo e a sua Igreja. Anunciar, celebrar e testemunhar a fé, como forma de nova evangelização para redescobrir a alegria de acreditar e o entusiasmo para comunicar a fé”.

Fonte: Rádio Vaticano.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Irmãos visitam pela primeira vez a Comunidade Pilocarpina!

Na noite de ontem, treze irmãos de nossa comunidade foram conhecer e participar do 8º dia do festejo da Comunidade "Pilocarpina". A Capelinha dessa comunidade ainda está sendo construída, já tem as paredes, faltam ainda o teto, piso e portas! 
A padroeira da comunidade visitada é Nossa Senhora do Rosário, cuja memória se celebrou no passado 7 de outubro, mas devido aos novenários em nossas comunidades paroquiais no mês de outubro, o festejo daquela comunidade acontece todo ano em novembro. Embora seja denominada Comunidade "Pilocarpina" a capela não está sendo construída na Rua Pilocarpina, mas sim na Rua Jerusalém, no bairro Igaraçu.

Na homilia Pe. João Maria, nosso vigário paroquial, falou da importância e da necessidade de um templo num bairro, numa comunidade: um templo é um sinal da presença de Deus no meio do povo; mas insistiu na participação ativa dos fiéis na comunidade, incluindo aí a ajuda financeira para a manutenção dos serviços litúrgicos e da casa do Senhor.
Além de nossa comunidade, estavam presentes irmãos de outras comunidades paroquiais como Antonio João e Edileusa, que animaram a celebração e são da Comunidade Cândito Athayde; presentes também estavam irmãos da Paróquia Santa Luzia e da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, ambas de nossa cidade.
Foi muito bom conhecer essa comunidade! Fez-nos lembrar do início de nossa caminhada e luta pela construção do nosso templo!

Um apelo: quem puder, dê sua colaboração para a construção do templo da Comunidade "Pilocarpina"! Procure a Secretaria paroquial da Paróquia de Frei Galvão, no Conj. Joaz Souza e deixe sua contribuição para a evangelização naquela comunidade!

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Irmãos participam da Festividade de São Benedito-2013!!

Na noite de ontem, vinte irmãos de nossa comunidade participaram do 6º dia da Novena em preparação para a Festa de São Benedito, no bairro São Benedito, em Parnaíba.
Havíamos sido convidados para participarmos no dia 8, mas por choque de agenda de outros eventos, só pudemos ir no dia de ontem. Como os noitários da novena eram as comunidades da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, a novena foi presidida pelo pároco, Pe. Siqueira.

Nosso muito obrigado a Comunidade S. Benedito pelo convite! Que São Benedito nos ajude a sermos sempre mais solidários com os irmãos!
Amanhã, 13, iremos fazer mais um "passeio"! Vamos ao festejo de N. Sra. do Rosário, numa comunidade de nossa paróquia, a Comunidade Pilocarpina! Participe conosco! Uma van sairá às 18h30 de frente de nossa capela! Passagem: R$ 3,00 (ida e volta!).

Guerreiros de Cristo participam de missão jovem na Paróquia Santa Luzia, em Parnaíba

No último domingo, 10, vários jovens de nossa comunidade se juntaram a outros jovens de diversos grupos/movimentos juvenis das paróquias de Parnaíba a fim de vivenciarem um dia de missão nas famílias da Paróquia Santa Luzia, localizada no bairro Planalto. 
Ao final do dia de intensa missão, além de se "abastecerem" com o Pão da Palavra e da Eucaristia  na santa missa presidida pelo pároco da citada paróquia, Pe. Jurandir Rodrigues, os vários grupos de jovens participaram de uma sadia competição envolvendo danças.
Ganharam os primeiros lugares, grupos juvenis de nossa Paróquia de Frei Galvão: o 1º lugar ficou com os Guerreiros de Cristo, de nossa comunidade e, o 2º lugar, ganhou o Grupo Chama Viva - Trindade Alpha do Conj. Joaz Souza.
Salienta-se que esse dia de missão faz parte das comemorações do Dia Nacional da Juventude-2013 ("Juventude e Missão"), que em nossa diocese fora transferido para aquela data.
Foi um dia belíssimo para a juventude católica de nossa cidade! E um dia para ficar na memória/história do grupo de jovens de nossa comunidade!
Parabéns aos "Guerreiros de Cristo" por representarem bem nossa comunidade! 
Vida longa aos "Guerreiros"!! 
Lembrem-se: a missão continua agora, aqui na Comunidade!!

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Jovens estudam o tema "Transformar os corações para transformar o mundo" em preparação ao DNJ-2013

Na noite de hoje jovens de nossa comunidade e de outras comunidades da Paróquia de Frei Galvão se reuniram em nossa capela para estudarem um dos temas propostos pelo subsídio em preparação ao "Dia Nacional da Juventude" - DNJ-2013.
Desde o ano de 1985 a Igreja no Brasil celebra no último domingo de outubro o "Dia Nacional da Juventude", neste ano, portanto, a data foi celebrada nacionalmente em 27/10, mas em nossa diocese, a celebração desse "Dia" acontecerá no próximo dia 10, na Paróquia de Santa Luzia, no bairro Planalto, em Parnaíba. Para bem celebrar, as PJs paroquiais estão, durante, essa semana, realizando estudo do subsídio para esse "Dia".
O coordenador da PJ Diocesana, o jovem Gabriel marcou presença no encontro, bem como a coordenadora da PJ paroquial, a jovem Jadd. 

O encontro foi muito bom. Contou com momento de estudo, reflexão, oração e dinâmicas. Dirigiu o momento o coordenador do grupo de jovens de nossa comunidade, o jovem Roberto.
O coordenador de nossa Comunidade, o catequista H. Saulo, apareceu já quase ao final do encontro a fim de manifestar seu apoio à nossa querida juventude!
Que Deus abençoe os trabalhos missionários da juventude de Frei Galvão!!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Fiéis recordam seus entes queridos

Na noite último sábado, 2, muitos irmãos de nossa comunidade participaram da Santa Missa por todos os falecidos a fim de que eles (os que por ventura estão/estiverem no Purgatório) possam logo participar da visão beatífica, ou seja, estar junto de Deus. A celebração foi presidida por nosso pároco, Pe. Vicente.
A mensagem para esse dia foi que: precisamos estar preparados para nossa morte! O paraíso só se alcança se se vive as bem-aventuranças. 
 
Dia de Finados não é dia de tristeza, mas de feliz recordação!
Que nossos irmãos falecidos, descansem em paz! Amém!

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Reflexão do Santo Padre para a Solenidade de Todos os Santos

PAPA FRANCISCO
ANGELUS
Solenidade de Todos os Santos
Praça São Pedro
Sexta-feira, 1º de novembro de 2013

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

A festa de Todos os Santos, que hoje celebramos, recorda-nos que o objetivo da nossa existência não é a morte, é o Paraíso! Escreve isso o apóstolo João: “Não se manifestou ainda o que havemos de ser. Sabemos que, quando isso se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porquanto o veremos como ele é” (1 Jo 3, 2). Os santos, os amigos de Deus, asseguram-nos que esta promessa não decepciona. Em sua existência terrena, de fato, viveram em comunhão profunda com Deus. Na face dos irmãos menores e desprezados viram a face de Deus, e agora o contemplam face a face na sua beleza gloriosa.
Os santos não são super-homens, nem nasceram perfeitos. São como nós, como cada um de nós, são pessoas que antes de atingir a glória do céu viveram uma vida normal, com glórias e dores, cansaços e esperanças. Mas o que mudou suas vidas? Quando conheceram o amor de Deus, seguiram-no com todo o coração, sem condições e hipocrisias; passaram a vida ao serviço dos outros, suportaram sofrimentos e adversidades sem odiar e respondendo ao mal com o bem, difundindo alegria e paz. Esta é a vida dos santos: pessoas que pelo amor de Deus em suas vidas não colocaram condições a Ele; não foram hipócritas; passaram suas vidas a serviço dos outros para servir o próximo; sofreram tantas adversidades, mas sem odiar. Os santos nunca odiaram. Entendam bem isto: o amor é de Deus, mas o ódio de quem vem? O ódio não vem de Deus, mas do diabo! E os santos se afastaram do diabo; os santos são homens e mulheres que têm a alegria no coração e a transmitem aos outros. Nunca odiar, mas servir os outros, os mais necessitados; rezar e viver na alegria; este é o caminho da santidade!
Ser santos não é um privilégio de poucos, como se alguém tivesse uma grande herança; todos nós, no Batismo, temos a hereditariedade de poder nos tornarmos santos. A santidade é uma vocação para todos. Todos, por isso, somos chamados a caminhar no caminho da santidade, e este caminho tem um nome, uma face: a face de Jesus Cristo. Ele nos ensina a nos tornarmos santos. Ele, no Evangelho, nos mostra o caminho: aquele das Bem-Aventuranças (cfr Mt 5, 1-12). O Reino dos céus, de fato, é para quantos não colocam a sua segurança nas coisas, mas no amor de Deus; para quantos têm um coração simples, humilde, não deixam de ser justos e não julgam os outros, quantos sabem sofrer com quem sofre e alegrar-se com quem se alegra, não são violentos, mas misericordiosos e procurar ser artífices de reconciliação e de paz. O santo, a santa é artífice de reconciliação e de paz; ajuda sempre o povo a reconciliar-se e ajuda sempre a fim de que haja paz. E assim é bela a santidade; é um belo caminho!
Hoje, nesta festa, os santos nos dão uma mensagem. Dizem-nos: confiem no Senhor, porque o Senhor não decepciona! Não decepciona nunca, é um bom amigo, sempre ao nosso lado. Com os seus testemunhos, os santos nos encorajam a não ter medo de andar contracorrente ou de ser incompreendido e ridicularizado quando falamos Dele e do Evangelho; demonstram-nos com a sua vida que quem permanece fiel a Deus e à sua Palavra experimenta já nesta terra o conforto do seu amor e depois “cem vezes mais” na eternidade. Isto é o que esperamos e pedimos ao Senhor para os nossos irmãos e irmãs falecidos. Com sabedoria, a Igreja colocou em dias próximos a festa de Todos os Santos e a Comemoração de todos os fiéis falecidos. À nossa oração de louvor a Deus e de veneração dos espíritos beatos se une a oração de sufrágio por quantos nos precederam na passagem deste mundo à vida eterna.

Confiemos a nossa oração à intercessão de Maria, Rainha de Todos os Santos. [Oração do Ângelus]

OBS.: No Brasil, por não ser feriado nacional, essa Solenidade é transferida para o Domingo próximo; neste ano a Solenidade de Todos os Santos será dia 3 de novembro.

FONTE: Canção Nova | Boletim da Santa Sé | Tradução: Jéssica Marçal.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...