terça-feira, 30 de junho de 2009

ENCERRAMENTO DO ANO PAULINO

Cerca de 30 irmãos e irmãs da Comunidade Ns. Sra. Aparecida fizeram uma Peregrinação à Comunidade Imaculado Coração de Maria (no Conj. Joaz Souza) neste domingo, 28/06, às 17h para participarem de uma missa presidida pelo Sr. Bispo diocesano, Dom Alfredo Scháffler, no Encerramento do Ano Paulino - ano jubiliar proclamado pelo Santo Padre, o papa Bento XVI, com o objetivo de levar os cristãos a conhecerem mais a pessoa do Apóstolo das Nações, de celebrar os 2000 anos de seu nascimento e perceber suas contribuições para a fé Católica. Foi, de fato, um ano de graça, pois durante todo o ano 2008-2009 fez-se inúmeras reflexões em nossos encontros sobre o apóstolo Paulo.
Como era dia da Solenidade de São Pedro e São Paulo, Dom Alfredo na homilia destacou a importância das ofertas recolhidas naquela celebração. As ofertas em dinheiro coletas neste dia são enviadas ao Vaticano onde lá se torna o Óbolo de São Pedro. Esta "esmola" ajuda os projetos sociais do Santo Padre espalhadas pelo mundo inteiro, principalmente às clínicas de tratamento das pessoas com AIDS na África. A coleta de ofertas neste dia foi de R$ 81,15 (oita e um reais e quinze centavos)
Dom Alfredo relatou na sua homilia que, as divisões na Igreja começaram cedo (p. ex.: no Concílio apóstólico de Jerusalém - 50 d.C.), mas que através do diálogo se conseguiu a Paz interna. E foi o que ele pediu a todos - devemos buscar a união em nossa igreja. Ele apresentou também o "retrato" da pessoa "incapacitada" de São Pedro e a pessoa "instruída, erudita" de São Paulo. O primeiro, rude, pescador - escolhido como príncipe dos apóstolos (Pastor Universal do Rebanho do Senhor), o segundo, conhecedor das Leis - "caiu do cavalo, quebrou o nariz", teve que se converter e anunciar a Salvação ao Gentios (às Nações).
Nosso bispo explicou ainda sobre o porquê de nossa Igreja diocesana ser Católica, Apóstolica, Romana. Católica, porque no local ela, através dele, representa a ligação direta com a Igreja Universal. É romana, porque tem o rito latino e deve obediência a Pedro (na pessoa do Papa) e é Apóstolica, porque ele, um humilde servo do Senhor, foi escolhido para apascentar esta porção do Povo de Deus (Diocese de Parnaíba). Através da Ordenção Episcopal, Dom Alfredo passou a ser sucessor direto do apóstolo São João.
Viva São Pedro e São Paulo!
Viva o Papa Bento XVI!
Viva Dom Alfredo!
Louvado seja Deus que nos apresenta exemplos de santidade!

sábado, 20 de junho de 2009

ANO SACERDOTAL (2009-2010) - ABERTURA

Ontem, sexta-feira (19/06/09) – Solenidade do Sagrado Coração de Jesus e Dia de Santificação dos Sacerdotes – o Sumo Pontífice, Bento XVI presidiu, na Basílica de São Pedro, as segundas Vésperas desta Solenidade. Com essa celebração, o Santo Padre abriu o Ano Sacerdotal por ele convocado em 16/03/2009, por ocasião dos 150 anos de morte do Santo Cura d'Ars – João Batista Maria Vianney (1786 - 1859) – patrono dos párocos, que ele proclamará patrono de todos os sacerdotes no dia 04/08/2009, data de seu nascimento para o céu.
Em comunhão com a Santa Madre Igreja, nossa Comunidade abriu também o Ano Sacerdotal com a oração do Santo Rosário às 19h00min. Na ocasião, os fiéis pediram a Ns. Sra. Aparecida e a S. João Maria Vianney que intercedam pela santificação dos nossos sacerdotes.
Que neste ano jubilar (19/06/2009 – 19/06/2010) intensifiquemos as nossas orações pelo Clero a fim de que nossos Pastores se tornem modelos de vida para todos os cristãos e que ele possam cumprir bem a Missão confiada a eles pelo Senhor Jesus, Sumo Sacerdote.
ORAÇÃO PARA O ANO SACERDOTAL


Senhor Jesus,
Vós quisestes dar a Igreja, em São João Maria Vianney, uma imagem vivente e uma personificação da caridade pastoral.
Ajudai-nos a viver bem este Ano Sacerdotal, em sua companhia e com o seu exemplo.
Fazei que, a exemplo do Santo Cura d’Ars, possamos aprender como estar felizes e com dignidade diante do Santíssimo Sacramento, como seja simples e quotidiana a vossa Palavra que nos ensina, como seja terno o amor com o qual acolheu os pecadores arrependidos, como seja consolador o abandono confiante à vossa Santíssima Mãe Imaculada e como seja necessária a luta vigilante e fiel contra o Maligno.
Fazei, ó Senhor Jesus que, com o exemplo do Cura d’Ars, os nossos jovens possam sempre mais aprender o quanto seja necessário, humilde e glorioso, o ministério sacerdotal que quereis confiar àqueles que se abrem ao vosso chamado.
Fazei que também em nossas comunidades, tal como aconteceu em Ars, se realizem as mesmas maravilhas de graça que fazeis acontecer quando um sacerdote sabe “colocar amor na sua paróquia”.
Fazei que as nossas famílias cristãs saibam descobrir na Igreja a própria casa, na qual os vossos ministros possam ser sempre encontrados, e saibam fazê-la bela como uma igreja.
Fazei que a caridade dos nossos pastores anime e acenda a caridade de todos os fiéis, de tal modo que todos os carismas, doados pelo Espírito Santo, possam ser acolhidos e valorizados.
Mas, sobretudo, ó Senhor Jesus, concedei-nos o ardor e a verdade do coração, para que possamos dirigir-nos ao vosso Pai Celeste, fazendo nossas as mesmas palavras de São João Maria Vianney:
Eu Vos amo, meu Deus, e o meu único desejo é amar-Vos até o último suspiro da minha vida.
Eu Vos amo, Deus infinitamente amável, e prefiro morrer amando-Vos a viver um só instante sem Vos amar.
Eu Vos amo, Senhor, e a única graça que Vos peço é a de amar-Vos eternamente.
Eu Vos amo, meu Deus, e desejo o céu para ter a felicidade de Vos amar perfeitamente.
Eu Vos amo, meu Deus infinitamente bom, e temo o inferno porque lá não haverá nunca a consolação de Vos amar.
Meu Deus, se a minha língua não Vos pode dizer a todo o momento que Vos amo, quero que o meu coração Vo-lo repita cada vez que respiro.
Meu Deus, concedei-me a graça de sofrer amando-Vos e de Vos amar sofrendo.
Eu Vos amo, meu divino Salvador, porque fostes crucificado por mim e porque me tendes aqui em baixo crucificado por Vós.
Meu Deus, concedei-me a graça de morrer amando-Vos e de saber que Vos amo.
Meu Deus, à medida que me aproximo do meu fim, concedei-me a graça de aumentar e aperfeiçoar o meu amor.
Amém.


segunda-feira, 8 de junho de 2009

INVESTIDURA DE MESC DA PARÓQUIA DE FÁTIMA

No Domingo, dia 07/06, pela manhã houve na Celebração da Santa Missa a instituição de novos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESC) bem como a renovação da provisão dos ministros veteranos. Foram ao todo 49 MESC instituídos (investidos) por Dom Alfredo Scháffler. Conforme as cartas Provisão que nosso bispo diocesano escreveu e mandou entregar para cada um instiuído MESC lê-se que os mesmos deverão permanecer neste ministério por um período de 3 anos.
Os MESC devem "servir" levando a Eucaristia (Santa Comunhão) aos doentes ou idosos que estão impossibilitados de saírem de casa (estando em estado de graça santificante, ou seja que não tenha cometido pecado grave e que já tenha se confessado ao padre), bem como distribuir a Comunhão em Missas onde o número de fiéis é extenso demais para um só padre distribuir a mesma. Os MESC podem ainda presidir Celebrações da Palavra de Deus nas suas comunidades, bem como presidir as Exéquias na falta do padre. Como exortou nosso bispo diocesano na homilia, ser MESC "é ser servir". Esperamos que nossos irmãos instituídos cumpram bem esta nova missão.
Ao final da Missa todos os MESC foram em procissão para a Sacristia onde nosso bispo exigiu de cada um o maior zelo para com o Sacrário das comunidades que participam, a fim de que o Santíssimo Sacramento (O corpo do Senhor) não seja violado.
Nossa comunidade tem como MESC o Sr. Alvino (veterano) e Hermerson Saulo (novato). Rezemos para que eles possam servir bem ao povo de Deus de nossa comunidade!

CRISMA - 2009

Neste sábado, dia 06 de junho, como já havia sido informado, finalmente ocorreu a Crisma dos crismandos de nossa Comunidade.
Na Celebração de Crisma foram crismados jovens (cerca de 170) de diversas comunidades de nossa paróquia: Km 18, Sabiazal, Brooderville, São Vicente de Paula, Santa Luzia, São Francisco e Cajazeiras.
A celebração foi muito bonita e durou mais de 2 horas. Havia muita gente. Uma crismanda de nossa comunidade (Ivanice) foi quem cantou o Salmo Responsorial e cantou muito bem por sinal.
Na homilia, nosso bispo, Dom Alfredo Scháffler, pediu aos jovens que se interessassem mais pelas pastorais de suas comunidades, pois como disse ele “a Igreja tem espaço para os jovens”. E pediu ainda que contassem com a ajuda e conselhos dos padrinhos/madrinhas por eles escolhidos.
Esperamos que esses jovens, agora Cristãos Confirmados, através do acolhimento deste Sacramento se tornem mesmo testemunhas, apóstolos e missionários de Jesus Cristo com a força do Espírito Santo! Que eles evangelizem a sua própria família bem como a todos aqueles que ainda não conhecem a Jesus Cristo.
E como dizia a frase inscrita nas blusas deles: “Discípulos missionários de Cristo, promotores da Justiça e da Paz”, esperamos que eles assumam, de fato, este compromisso que foi também temática da Campanha da Fraternidade deste ano.
Os cristãos confirmados foram: Adécio Jr., Aline de Fátima, Beatriz, Claucyvânia, Danilo, Drilene, Érika, Eulália, Francisco Carlos (Sr. Louro), Francisco Franklin, Gleisson, Ivanice, Jéferson, Kamila, José Mário, Lana Sara, Lucilene, Mariane, Nalita, Rafaela, Rosimeire, Thalita Raviane, Thamarya Lourdymira, Thayz Dammianny e Vinícius.
Ao sairem da celebração da Crisma, os Confirmados, seus parinhos e parentes dirigiram-se todos para a nossa comunidade eclesial onde confraternizaram-se e partilharam de um bolo (e que bolo grande!) preparado pelas catequistas Carlota e Socorro, mas que também os demais catequistas e a própria Coordenação da comunidade colaborou para isso.
Foi e será um dia inesquecível para todos os Confirmados como também pelos catequistas desta turma: D. Édina e Hermerson Saulo.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

VISITA PASTORAL DO SR. BISPO DIOCESANO

Após uns 40 minutos de conversa com a comunidade, Dom Alfredo resolve iniciar a Santa Missa. Concelebraram esta Eucaristia com o Sr. Bispo, os padres: Pe. Carlos Seixas (pároco) e Pe. Marcos Amorim (vigário).
A comunidade participou "em peso" deste momento privilegiado em nossa comunidade, onde um legítimo sucessor dos Apóstolos veio presidir a Eucaristia para nossa comunide. Dom Alfredo no início desta celebração informou-nos que esta Missa era dedicada às Famílias de nossa Comunidade.
A Primeira Leitura (Tobias 6,10-11;7,1.9-17;8,4-9a), o Salmo Responsorial (Sl 127/128) e as Preces foram feitas por crismandas da comunidade. Pe. Marcos proclamou o Evangelho (Marcos 12,28b-34).
Na Homilia, nosso bispo, falou do amor cristão, que deve ser amor-doação como fez Jesus Cristo com sua morte de Cruz. Dom Alfredo disse que ao olharmos a Cruz de Cristo devemos lembrar e praticar o amor a Deus (sentido horizontal da Cruz) e o amor ao próximo (sentido vertical da Cruz) que foi o tema do Evangelho do dia.
O Sr. Bispo conclamou também as famílias de nossa comunidade a se tornarem famílias catequizadoras, a fim de que tenhamos um mundo melhor, sem tantos crimes, sem presos vivendo em condições sub-humanas, como ele observou na recente Visita Pastoral que fez a Esperantina.
Ele lembrou do que escreveu aos Romanos no I século o Apóstolo São Paulo "é pela pregação que vem a Fé, portanto se calarem não crerão" (Rm 10,17), portanto todas as famílias e todos os cristãos devem evangelizar, ou seja, levar outras pessoas a serem discípulos de Cristo - temática essa do Ano Catequético Nacional - 2009 (Catequese, caminho para o discipulado) que estamos celebrando.
Dom Alfredo disse ainda que nós devemos ser "sal e luz no mundo" e "fermento na massa" como tantas vezes Jesus Cristo convocava seus discípulos.
Rezemos a fim de que coloquemos em prática o que nosso Pastor pediu de cada um de nós que constituímos essa comunidade!
Ao final da Santa Missa, as crianças cantaram a parte final da paródia "Dom Alfredo, veio visitar" com a qual nós enviamos Dom Alfredo às outras comunidades que visitará. Depois, a Coordenação desta Comunidade ofereu duas lembranças ao nosso bispo, uma Foto e uma Flor. Nosso Pastor gostou muito das lembranças e frizou que "sempre se lembra de nossa comunidade, mas que com a foto se lembrará mais ainda". Após isso nosso Pastor agradeceu a todos pelo carinho e se despediu de nossa comunidade.
A foto oferecida a Dom Alfredo foi esta:

VISITA PASTORAL DO SR. BISPO DIOCESANO

Pontualmente, conforme a Programação postada aqui em 02/06, nosso bispo diocesano chegou às 18h00min a nossa Comunidade.
Ao entrar na Igrejinha foi acolhido com uma canção em sua homenagem por cerca de 25 crianças dos níveis III e IV da Catequese de p/ a 1ª Comunhão. A música, que na verdade é uma paródia, foi composta por uma catequista da comunidade, Carlota Evandra e esta juntamente com outras catequistas ensaiaram com estas crianças nos dias anteriores à Visita.
Dom Alfredo ficou muito emociado por ouvir as criancinhas cantar em sua homenagem e também por ver o belo coral que formaram. Após ouvir as crianças cantarem ele disse que gostaria de receber uma cópia da Letra da música que ele iria guardar com muito amor e carinho.
Em seguida, o Sr. Bispo buscou saber dos presentes (catequistas e outros fiéis leigos) como estão se desenvolvendo as pastorais da comunidade e comentou sobre trágico acontecimento na cidade de Cocal-PI (o transbordamento da Barragem Algodões I), mas que estava esperançoso porque muitos paroquianos de Piripiri hoje enviaram doações para aquela cidade, bem como que, pessoas do Paraná, ao ouvirem seu discurso na Rede de Rádio Católicas (Rádio Aparecida) ligaram pra ele afirmando que nesses dias enviarão também doações. Vimos assim a preocupação que tem nosso Pastor com suas Ovelhas (com o Rebanho que é toda a Diocese de Parnaíba-Pi, que engloba aí inúmeras cidades da região norte do Piauí.


Eis a música:
Dom Alfredo Scháffler veio visitar

(Melodia da música: Hino do Catequista;
Letra da paródia: Carlota Evandra Nunes Fontenele)

- Dom Alfredo, Dom Alfredo, veio visitar, a nossa comunidade para mais nos alegrar, a nossa comunidade para mais nos alegrar.
- És Pastor de todos nós, catequiza todo mundo/ e tem pela Catequese um carinho bem profundo./ Vem, vem, pois é verdadeiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro.
- És o nosso Bom Pastor, se preocupa com a nação,/ busca a ovelha perdida e não esquece as outras não./ Vem, vem, pois é verdadeiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro.
- Dom Alfredo aqui estamos para lhe agradecer, pela vossa visita que jamais vamos esquecer. Vem, vem, pois é verdadeiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro.
- Nós também os catequistas queremos lhe agradecer/ por suas doces palavras que na fé nos faz crescer/. Vem, vem, pois é verdadeiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro.
(ao final da Visita Pastoral)
- Nossa Senhora Aparecida o guiará pelo caminho,/ sempre estará consigo, nunca o deixará sozinho/. Vai, vai, pois é verdadeiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro,/ seu amor pela comunidade Brooderville e o mundo inteiro.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

ACONTECERÁ EM JUNHO

Neste mês de junho, precisamente nesta semana, nossa comunidade terá vários momentos para se alegrar e agradecer a Deus.
No dia 04/06 às 18 h nosso bispo diocesano, Dom Alfredo Scháffler, fará um visita a nossa comunidade e logo em seguida, às 19 horas presidirá a Santa Missa em nossa Igrejinha. Convidamos todos os cristãos a participarem conosco deste momento de fé e ação de graças.

terça-feira, 2 de junho de 2009

ACONTECERÁ EM JUNHO


Confiram a toda a Programação dos quatro dias de Visita Pastoral de nosso Pastor em nossa Paróquia:

ACONTECERÁ EM JUNHO

No dia 07/06 às 7h30min, também na nossa Igreja-matriz de Ns. Sra de Fátima, Dom Alfredo investirá novos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESC), bem como renovará a provisão dos MESC já existentes na paróquia. De nossa Comunidade, um renovará a sua provisão (Sr. Alvino) e outro será pela primeira vez investido a este serviço (Hermerson Saulo). Pedimos também as orações de todos os cristãos a fim de que estes irmãos tenham sempre a coragem de levar Jesus Eucarístico aos irmãos idosos/enfermos, bem como, a luz divina para dirigir as Celebrações da Palavra de Deus na comunidade quando da ausência dos ministros ordenados (padres).

ACONTECERÁ EM JUNHO

No dia 06/06 às 17h30min, na nossa Igreja-matriz de Ns. Sra de Fátima, Dom Alfredo crismará inúmeros jovens de nossa paróquia. De nossa comunidade, serão 25 o número de crismandos. Pedimos orações de todos a fim de que estes irmãos realmente se engajem na vida da comunidade.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

ENCERRAMENTO DO MÊS MARIANO

Ontem (31/05) juntamente com a Celebração da Solenidade de Pentecostes teve-se o encerramento do mês mariano com a Coroação da Imagem da Bem-Aventurada Virgem Maria, Rainha dos Apóstoloso. Participaram vários irmãos que demonstraram seu amor para com a Rainha do Céu e da Terra e com certeza tendo participado desta celebração receberam também os dons do Espírito Santo para continuarem a missão iniciada em maio, que foi a reza do Rosário e a escuta da Palavra de Deus em família.
Reconhecer Maria como Rainha é ter ela com exemplo de servidora e todos devemos ser assim, servos uns dos outros, isto é Reinar com Cristo, como disse o Apóstolo São Paulo (2 Tm 2,12)

Leia o finalzinho da Carta Encíclica do Papa Pio XII, "Ad Caeli Reginam" que trata da Festa da Realeza de Maria:

"[...] 44. Dos testemunhos da antiguidade cristã, das orações da liturgia, da inata devoção do povo cristão, das obras artísticas, de toda a parte recolhemos expressões que nos mostram que a virgem Mãe de Deus se distingue pela sua dignidade real; mostramos também que as razões, deduzidas pela sagrada teologia do tesouro da fé divina, confirmam plenamente essa verdade. De tantos testemunhos referidos forma-se uma espécie de concerto harmonioso que exalta a incomparável dignidade real da Mãe de Deus e dos homens, a qual domina todas as coisas criadas e foi elevada aos reinos celestes, acima dos coros dos anjos".
45. Depois de atentas e ponderadas reflexões, tendo chegado à convicção de que seriam grandes as vantagens para a Igreja, se essa verdade solidamente demonstrada resplandecesse com maior evidência diante de todos como luz que brilha mais, quando posta no candelabro, - com a nossa autoridade apostólica decretamos e instituímos a festa de Maria rainha, para ser celebrada cada ano em todo o mundo no dia 31 de maio. Ordenamos igualmente que no mesmo dia se renove a consagração do gênero humano ao seu coração imaculado. Tudo isso nos incute grande esperança de que há de surgir nova era, iluminada pela paz cristã e pelo triunfo da religião.
46. Procurem pois todos, e agora com mais confiança, aproximar-se do trono da misericórdia e da graça, para pedir à nossa Rainha e Mãe socorro na adversidade, luz nas trevas, conforto na dor e no pranto; e, o que é mais, esforcem-se por se libertar da escravidão do pecado, e prestem ao cetro régio de tão poderosa Mãe a homenagem duradoura da devoção dial. Freqüentem as multidões de fiéis os seus templos e celebrem-lhe as festas; ande nas mãos de todos a piedosa coroa do terço; e reúna a recitação dele - nas igrejas, nas casas, nos hospitais e nas prisões - ora pequenos grupos, ora grandes assembléias, para cantarem as glórias de Maria. Honra-se o mais possível o seu nome, mais doce do que o néctar e mais valioso que toda a pedra preciosa; ninguém ouse o que seria prova de alma vil - pronunciar ímpias blasfêmias contra este nome santíssimo, ornado de tanta majestade e venerável pelo carinho próprio de mãe; nem se atreva ninguém a dizer nada que seja irreverente.
47. Com vivo e diligente cuidado todos se esforcem por copiar nos sentimentos e nos atos, segundo a própria condição, as altas virtudes da Rainha do céu e nossa Mãe amantíssima. Donde resultará que os féis, venerando e imitando tão grande Rainha e Mãe, virão se sentir verdadeiros irmãos entre si, desprezarão a inveja e a cobiça das riquezas, e hão de promover a caridade social, respeitar os direitos dos fracos e fomentar a paz. Nem presuma alguém ser filho de Maria, digno de se acolher à sua poderosíssima proteção, se à exemplo dela não é justo, manso e casto, e não mostra verdadeira fraternidade, evitando ferir e prejudicar, e procurando socorrer e dar ânimo [...]"

Para saber mais acesse: http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/encyclicals/documents/hf_p-xii_enc_11101954_ad-caeli-reginam_po.html

OBS.: Com a reforma no Calendário Litúrgico a partir da década de 1970, a Festa de Nossa Senhora Rainha passou para o dia 22 de agosto, 7 dias após a comemoração de sua Assunção ao Céu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...